https://www.facebook.com/pg/saudeiguaracy/posts/?ref=page_internal

Encontrada perto de Jerusalém antiga estrutura semelhante ao primeiro templo

A arqueologia tem destas coisas: a cada passo são descobertas evidências que colocam em causa todo o conhecimento até agora obtido, o que só prova que a História não é uma ciência exata.
As descobertas agora revelas em Tel Motza, perto de Jerusalém, apontam para a existência de um antigo templo contemporâneo com o do Primeiro Templo judaico de Jerusalém, sendo até muito semelhante àquele mandado erigir pelo rei Salomão. Este achado não tem precedentes, e vem levantar mais perguntas do que apresentar respostas.
O complexo deste antigo templo do século 9º ou 10º a.C., e que é o único do seu gênero até agora encontrado na esfera dos reinos de Judá e de Israel, é em muitos detalhes semelhante ao santuário erigido por Salomão, e que é descrito pormenorizadamente em 1 Reis.
Os pesquisadores afirmam que este local contribuirá grandemente para a compreensão do período do Primeiro Templo e para a comparação das descobertas arqueológicas com a narrativa bíblica.
IMPORTANTE CENTRO ECONÔMICO
Os achados apontam para a existência de um importante centro econômico e administrativo no vale, com dezenas de silos e dois enormes depósitos de grãos, que incluíam um templo monumental do tipo do Norte da Síria e típico daquela região do Médio Oriente.
Os achados incluem estatuetas com formas humanas, estatuetas com cavalos, um apoio decorado com leões, um altar de pedra, uma mesa de pedra para oferendas e um buraco repleto de cinzas e de ossos de animais.
Os pesquisadores verificaram que o complexo do templo, com as suas variadas camadas, representa um achado sem precedentes na arqueologia de estruturas rituais erigidas no início da Idade do Ferro.
Este local contribuirá assim grandemente para a compreensão do desenvolvimento dos cultos na Judeia, bem como para a percepção do processo da formação do reino de Judá.
Várias tecnologias foram utilizadas para detecção das datas e de outros locais ainda inexplorados.
O fato de aqueles locais de culto serem restritos aos sacerdotes possibilitará a detecção de outros materiais de culto.
MUITAS QUESTÕES
Segundo um dos arqueólogos responsáveis, “a simples existência de um templo semelhante ao Templo de Salomão a apenas alguns quilômetros de Jerusalém levanta muitas questões, tal como os textos bíblicos estão cheios de descrições de conflitos por causa de locais de culto fora de Jerusalém, afirmando explicitamente que o Deus de Israel deveria ser adorado unicamente no Templo de Jerusalém.”
“Esperamos que estes achados nos ajudem a responder a uma variedade de questões intrigantes: quem erigiu o templo de Motza e quando? Que rituais eram ali praticados em diferentes épocas? Qual era o relacionamento entre a comunidade à volta do templo de Motza e a comunidade à volta do Templo de Jerusalém? Será que os sacerdotes do templo de Motza aceitaram em alguma altura a supremacia dos sacerdotes e governadores do Templo de Jerusalém, e, se assim foi, quando? Terá o templo sobrevivido às reformas religiosas dos reis Ezequias e Josias? Terá ele funcionado até à destruição do reino de Judá pelos babilônios no ano 586 a.C.?”
MAIS ESCAVAÇÕES PREVISTAS PARA BREVE
Mais escavações estão previstas para o local na próxima Primavera e na do próximo ano, com a participação de pesquisadores e estudantes oriundos do mundo inteiro, mas especialmente de Israel, Alemanha, República Checa, e EUA.
Fonte: Shalom, Israel!