http://www.afogadosveiculos.com/p/blog-page_15.html?m=1/

Polícia Federal alerta usuários para não cair em golpe do WhatsApp

A Polícia Federal (PF) faz um alerta de para os usuários do WhatsApp que podem ter suas contas clonadas. O golpe acontece quando, ao inserir o número do celular em sites de compras e vendas, o contato é copiado e cadastrado em outro aparelho telefônico. Ao finalizar o registro, o celular da vítima recebe uma mensagem de texto com um código informando um possível alerta de liberação da conta. Em seguida, a conta do WhatsApp é bloqueada e o hacker passará a ter controle sobre as mensagens. A partir deste momento, a conta do aplicativo é utilizada como forma de contato para pedir dinheiro à agenda telefônica da vítima.
De acordo com a PF, os hackers se identificam como representantes de segurança da empresa onde o dono do número fez a publicação de um anúncio de compra ou venda, alegando que houve uma tentativa de invasão das informações colocadas na internet e para que esses dados se tornem mais seguros.
Outra tipo de clonagem acontece quando os hackers se identificam como agentes de pessoas famosas, ligando para o celular das vítimas, e informando que elas têm direito a um convite para participar de uma “Festa Vip” na casa ou em um hotel de luxo patrocinado pelo artista. E para que haja a confirmação no evento, as vítimas são induzidas a fornecer o número enviado para o celular, sendo este o código de ativação de clonagem do WhatsApp.
Como recuperar o número telefônico e a conta no WhatsApp:
A Polícia Federal informou que existem formas de recuperar as contas no aplicativo.
O primeiro passo é entrar em contato com a operadora do celular e solicitar a suspensão temporária da linha telefônica. Em seguida, a vítima deve se encaminhar até uma loja autorizada da empresa de telefonia, apresentar os documentos legais do titular da conta e pedir para que transferiram o número da linha telefônica para um novo chip. O procedimento é feito na hora.
Após a primeira etapa realizada, o usuário deverá enviar um e-mail para support@whatsapp.com, informando seu número no formato internacional (+55 9 0000 0000), solicitando bloquear o WhatsApp clonado. Em seguida, vá em ajustes/ajuda/fale conosco e informe o problema caso seu celular seja sistema IOS (iphone) ou configurações/ajuda/faleconosco, caso seu celular seja sistema Android (Samsung).
O perfil permanecerá suspenso por 30 dias para que você consiga reativá-lo. Depois que a linha estiver ativa outra vez, reinstale o aplicativo do WhatsApp e configure a conta. Se a sua conta não for reativada dentro de 30 dias, ela será completamente apagada dos servidores do WhatsApp e será necessário cadastrar outro número.
Após o procedimento realizado, a vítima deve se encaminhar para uma Delegacia de Polícia Civil e prestar um Boletim de Ocorrência para dar início à uma investigação. O crime de clonagem pode ser configurado como falsidade ideológica, estelionato e furto, com penas que variam de 3 a 15 anos, além de multa.