https://www.facebook.com/pg/saudeiguaracy/posts/?ref=page_internal

Morador de Jabitacá constrange Equipe de Endemias no exercício do seu trabalho.

Enquanto gravava um vídeo que depois postou em suas redes sociais, um cidadão que é adversário político da atual gestão, no objetivo de confundir a população, chamou de "dedetização" o trabalho de "sanitização" que estava sendo realizado pela equipe de Endemias.
A secretária de Saúde de Iguaracy, Joaudeni Cavalcante, durante o programa institucional da Prefeitura, falou de um fato lastimável que aconteceu em Jabitacá, disse que não é fácil o trabalho que os agentes de endemias estão realizando, citou os deslocamentos para os distritos e o fato de ficarem horas vestidos nos macacões quentes e com uma bomba nas costas. "Aí vem um cidadão, inclusive funcionário da prefeitura e que deveria dar exemplo e ficou gravando vídeos e criticando a ação dos agentes enquanto os mesmos realizavam o seu trabalho", disse a secretária.
Jó disse que o trabalho que vem sendo realizado de sanitização é uma determinação do Ministério Público, com orientações da Secretaria de Saúde do Estado e Ministério da Saúde. A secretária disse que o produto utilizado é preconizado pela Secretaria de Saúde do Estado e todos os município estão fazendo o mesmo para higienizar as ruas.
A secretária em nome de toda Equipe de Endemias deixou o seu repúdio ao fato, porém, mesmo estando indignada, não citou o nome da pessoa causadora do mal estar. Disse que o mesmo não utilizava máscara de proteção, desrespeitando assim também o decreto do Município e do Estado.
Jó disse que os profissionais da saúde estão deixando os seus familiares em casa para poderem cuidar da população e então vem uma pessoa levando as coisas para o lado político, fazendo filmagens e constrangendo os trabalhadores da saúde.
"O momento que estamos vivendo não é de politicar e sim de se solidarizar com os profissionais da saúde que estão deixando as suas famílias em casa e estão na linha de frente tentando fazer um trabalho para que a população se sinta mais segura, se sinta mais tranquilizada" disse a secretária.