Com insumos da China, Butantan retoma produção da CoronaVac


O Instituto Butantan retomou ontem a produção da CoronaVac em São Paulo, com os insumos vindos da China nesta semana. A previsão é que as doses já comecem a ser distribuídas na última semana de fevereiro.
Os 5.400 litros de matéria-prima chegaram ao Butantan na madrugada de quinta (4) e devem render cerca de 8,6 milhões de novas doses. A produção estava interrompida no meio de janeiro exatamente por falta de insumos.
Agora, o material passará por envase, rotulagem, embalagem e pelo controle de qualidade. Segundo o Butantan, todo o processo leva 20 dias a partir da chegada à fábrica, o que dá a previsão de distribuição para os dias 23 ou 24 de fevereiro.
Por meio de nota, o Butantan informou ainda que receberá da chinesa Sinovac mais 5.600 litros de insumo na próxima quarta-feira (10), o bastante para mais 8,7 milhões de doses. Outros 8.000 litros estão em negociação.
O assunto já havia sido tratado pelo diretor do Butantan, Dimas Covas, em coletivas nesta semana. Segundo ele, com o aumento progressivo das remessas, paralisação como a que ocorreu em janeiro não deverá mais acontecer.
“Essas remessas estão acontecendo de forma rápida. Existe um comprometimento da Sinovac e do governo chinês para que seja feito em fluxo contínuo, sem problemas de abastecimento”, afirmou Covas na última sexta (5).
Fonte: UOL