ATENÇÃO: Pernambuco decreta "quarentena de dez dias" em todo o estado para conter piora da pandemia da Covid-19

 
Pernambuco decretou quarentena em todo o estado, a partir da quinta-feira (18) até o dia 28 de março, para conter a pandemia da Covid-19. A medida divulgada nesta segunda-feira (15) determina a proibição do funcionamento do comércio considerado não essencial, bares e restaurantes, praias, parques, assim como de aulas presenciais em escolas públicas e privadas.
A decisão foi tomada durante reunião do Comitê de Monitoramento do Governo do Estado. O encontro começou às 9h e a medida foi anunciada pouco depois das 15h. A quarentena não altera o esquema de vacinação contra a Covid-19 em Pernambuco.
Esta é a segunda vez que medidas tão restritivas são adotadas em Pernambuco. Na primeira vez, a quarentena foi de 15 dias, para cinco cidades do Grande Recife, em maio de 2020. Agora, a quarentena é válida para todo o estado.
Durante o período de quarentena, ficam proibidos de funcionar os seguintes serviços: bares e restaurantes; shoppings e galerias comerciais; óticas; salas de cinema e teatros; academias; salão de beleza e similares; comércio varejista de vestuário, calçados, eletroeletrônicos e linha branca, cama, mesa e banho e produtos de armarinho, além de escolas e universidades (públicas e privadas).
Também ficam fechados clubes sociais, esportivos e agremiações; praias, parques e praças; ciclofaixas de lazer, além da proibição da realização de práticas e competições esportivas; e eventos culturais, de lazer ou sociais.
Igrejas e demais templos religiosos poderão abrir para atividades administrativas e para preparação e realização de celebrações via internet.
Em pronunciamento transmitido pela internet, o governador Paulo Câmara (PSB) afirmou que o estado passa por um novo pico da crise.
“É preciso reverter essa tendência para proteger cada vida e vencer. Adotamos novas medidas sociais e econômicas buscando reduzir o impacto da pandemia, mesmo diante de uma crise que também atinge o governo”, afirmou.
Fonte: G1PE