Novo ministro da Saúde defende unir esforços com estados e municípios

O novo ministro da Saúde, o médico Marcelo Queiroga, realizou na terça-feira sua primeira reunião de transição no Ministério da Saúde. A substituição de Eduardo Pazuello pelo médico foi confirmada na segunda-feira pelo presidente Jair Bolsonaro.
Marcelo Queiroga disse que vai dar continuidade ao trabalho que estava sendo realizado por Pazuello no combate à pandemia.
O novo ministro disse que é preciso união com estados e municípios para superar a Covid-19.
O então ministro, Eduardo Pazuello, disse que toda a transição está sendo preparada.
O ministro da Educação, Milton Ribeiro, também esteve na reunião, e pediu para que professores façam parte do grupo prioritário na vacinação contra a Covid.
O novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, é paraibano e tem 55 anos. O médico é o atual presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Ele vai ser o quarto ministro da Saúde da gestão Jair Bolsonaro. Antes vieram Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello.
A nomeação do novo ministro da Saúde deve sair em edição extra do Diário Oficial.