Quatro dias antes de ser diagnosticado com Covid-19, Irmão Lázaro participou de protesto em Salvador

Quatro dias antes de ser diagnosticado com coronavírus, o vereador de Salvador Irmão Lázaro compareceu a um protesto a favor da volta imediata dos eventos na capital baiana, no dia 11 de fevereiro. O político faleceu nesta sexta-feira (19), vítima das complicações da doença.
O cantor-vereador estava na UTI de um hospital particular de Feira de Santana desde 25 de fevereiro. No dia 22 de fevereiro, ele sentiu desconforto, febre e procurou o médico. Ao chegar no hospital, foi comprovado que ele estava com metade dos pulmões comprometidos e ficou internado em um leito clínico.
Na época do protesto, o vereador aparece em foto cercado de músicos e profissionais de eventos no ato. “Defendemos a volta da realização de eventos com limite no número de pessoas, respeito ao distanciamento e os protocolos de segurança, como a utilização de máscaras e o uso do álcool em gel”, afirmou Irmão Lázaro, à época.
O caso de Irmão Lázaro se assemelha com a de Major Olimpio. O senador, que também morreu vítima da Covid-19, na última quinta(18), participou, no dia 12 de fevereiro, de um protesto em Bauru (SP) contra a adoção de lockdown – medida que restringe a circulação de pessoas para evitar o contágio pelo novo coronavírus.