Covid-19: faltam mais de 126 mil doses de CoronaVac para completar a vacinação dos pernambucanos

Após receber menos doses da vacina CoronaVac do que o previsto, na última semana, Pernambuco pactuou com os gestores municipais, nesta segunda-feira (26), que as doses remanescentes da CoronaVac devem ser utilizadas prioritariamente como segunda dose, a fim de completar os esquemas vacinais já iniciados contra a covid-19. Ainda assim, se não houver estoque, os municípios devem fazer o agendamento para a data prevista de chegada de nova remessa, o que só deve acontecer em maio.
De 17 de março, quando os municípios foram orientados a usar todas as doses de vacinas na primeira aplicação, até hoje, Pernambuco recebeu 1,066 milhão de doses da CoronVac. Desse total, 596 mil foram destinadas para a primeira dose e apenas 470 mil para a segunda. Há, portanto, um déficit de mais de 126 mil doses da vacina CoronaVac para completar a imunização dos pernambucanos.