Operação Policial em Brejinho combate quadrilha que promovia assalto a motos, tráfico de armas e drogas


Nesta quinta-feira (29), Polícias Civil e Militar de Pernambuco e do Rio Grande do Sul, envolvendo 76 Policiais civis e 32 militares, nas cidades de Brejinho-PE e Soledade-RS, realizaram a Operação Pajeú Seguro com o apoio da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco. A ação foi deflagrada dentro do programa Pacto Pela Vida.
A ‘Operação Pajeú Seguro’ supervisionada pela chefia da Polícia Civil e coordenada pela Diretoria Integrada do Interior, foi conduzida por Antônio Júnior, delegado de Brejinho.
Participaram 76 policiais civis entre: delegados, agentes e escrivães do estado de Pernambuco e do Rio Rio Grande do Sul e 32 policiais militares do Estado de Pernambuco.
Na operação houve mandados de busca e apreensão e prisão em Pernambuco e no Rio Grande do Sul. O alvo, uma quadrilha que promovia assaltos a motos na região, tráfico de armas e drogas.
As informações são do Blog do Marcello Patriota.

Polícia divulga mais detalhes de operação em Brejinho
Foi deflagrada nesta quinta (29) a Operação de Repressão Qualificada (ORQ) denominada OPERAÇÃO PAJEÚ SEGURO.
Ela foi supervisionada pela Chefia de Polícia Civil e coordenada pela Diretoria Integrada do Interior 2 (DINTER 2), pela Diretoria de Inteligência (DINTEL), e Gerência de Controle Operacional do Interior 2 (GCOI-2) da Polícia Civil.
As investigações foram conduzidas pelo Delegado Antonio Junior de Silva e Lima, da 174ª Circunscrição– Brejinho, e tiveram suporte e assessoramento da DINTEL.
Na execução da operação, participaram aproximadamente 76 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, dos estados de Pernambuco e Rio Grande do Sul, e 32 policiais militares do estado do Pernambuco.
Foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão domiciliar e 13 medidas cautelares de monitoramento eletrônico . A Operação de Repressão Qualificada foi iniciada com o objetivo de apurar os crimes de roubo, furto, adulteração e receptação de veículos na cidade de Brejinho e região circunvizinha no Pajeú pernambucano.
Com o avançar das investigações, comprovou-se a participação de um grupo criminoso organizado, responsável também por tráfico de arma de fogo e entorpecente na cidade de Itapetim, São José do Egito e Petrolândia.
Durante a empreitada investigativa, chegou-se à identificação dos integrantes da organização criminosa. Os mandados de busca e medidas cautelares foram cumpridas nos municípios de Itapetim, São José do Egito, Petrolândia e Soledade. Os crimes investigados foram tráfico de arma de fogo, tráfico de entorpecentes, associação criminosa, roubo, furto, receptação e adulteração de veículos. A Polícia avaliou a operação como um sucesso. (Via Nill Júnior)