Concessionária que realizava reparos a noite se manifesta sobre acidente que matou iguaraciense.

A concessionária Arteris se manifestou sobre a denúncia de demora no atendimento ao caminhoneiro Jaci Laranjeira Nunes, de 55 anos, vítima acidente na BR-101. 
O acidente aconteceu por volta das 23 horas, no Km 36 da rodovia. Jaci Laranjeira bateu em um caminhão da concessionária que realizava manutenção na rodovia em plena noite de sexta-feira (7).
O caminhoneiro que era pernambucano, natural de Iguaracy, filho de Zé Lanranjeira e Dona Leonita, morreu no Hospital Municipal São José, em Joinville, no Norte de Santa Catarina. Ele chegou a ser atendido no local, no entanto, testemunhas e motoristas denunciaram a demora na transferência de Jaci da ambulância para o hospital.
Os relatos de motoristas que estavam no local, mas não quiseram se identificar, são de que a equipe da Autopista aguardou, por aproximadamente uma hora, até que o médico responsável chegasse ao local para a transferência. Jaci morreu no hospital horas depois.
Conforme o ND+, a Arteris informou, por meio de nota, que prestou todo o suporte pré-hospitalar necessário para atendimento à vítima. A concessionária explicou que o acidente aconteceu durante atividade de manutenção e conservação da rodovia.
A PRF (Polícia Rodoviária Federal) também atendeu o local do acidente, mas explicou que, em casos de vítima fatal, o relatório demora para ser confeccionado e ainda não tem detalhes do atendimento.
Veja a nota na íntegra
A Arteris Litoral Sul esclarece que prestou todo o suporte pré-hospitalar necessário para atendimento à vítima envolvida em acidente registrado na noite de sexta-feira (07) – no km 36 da BR-101/SC, em Joinville-SC, por volta das 23h.
O acidente aconteceu durante atividade de manutenção e conservação da rodovia. Os trabalhos ocorriam com apoio de três caminhões – um automatizado para varrição, e outros dois de sinalização – com uso de setas luminosas direcionadoras para troca de faixa, painel de mensagem eletrônico e giroflex. O caminhão conduzido pela vítima colidiu contra um dos veículos de sinalização.
O atendimento ao motorista ferido, homem de 55 anos, iniciou 12 minutos após o acionamento – e foi realizado conforme protocolo para resgate e salvamento de vítima em estado grave. Infelizmente, ele não resistiu aos ferimentos, mesmo depois de todo o esforço da equipe – incluindo procedimento de intubação e manobras para reanimação no interior da ambulância da concessionária – onde veio a óbito, a 01h16, já na madrugada deste sábado (08).
A concessionaria lamenta profundamente por mais um registro de vítima fatal por acidente de trânsito – e presta solidariedade aos parentes e amigos enlutados.
A Arteris Litoral Sul irá acompanhar a apuração sobre as causas do acidente – e reforça que realiza diversos esforços na busca constante e incansável pela promoção da segurança viária em todo o trecho administrado.
Nota do Blog - como a empresa  Arteris Litoral Sul  pode falar em segurança viária se realiza concertos da pista em altas horas da noite, colocando a vida dos motoristas em risco e também de seus próprios funcionários?
Veja matéria relacionada.