Iguaraciense morre em trágico acidente em Joinville-SC. Há denuncia de demora no atendimento.

Iguaracy de luto: Jaci Laranjeira Nunes, de 55 anos, bateu em caminhão da concessionária que realizava manutenção na rodovia na noite de sexta-feira (7).
O acidente aconteceu por volta das 23h30, no Km 36 da rodovia. Segundo informado, o caminhão de Jaci trafegava pela rodovia quando tentou ultrapassar uma fila que se formou na BR. Ao realizar a manobra na tentativa de ultrapassar, bateu no caminhão da Autopista Litoral Sul, que estava parado devido à obras de manutenção. Jaci era natural de Iguaracy-PE e morava na cidade de São José dos Campos-SP. 
Conforme relatado no ND+, o caminhoneiro chegou a ser atendido no local, no entanto, testemunhas e motoristas denunciam demora na transferência de Jaci da ambulância para o hospital. Os relatos de motoristas que estavam no local, mas não quiseram se identificar, são de que a equipe da Autopista aguardou, por aproximadamente uma hora, até que o médico responsável chegasse ao local para a transferência. Jaci morreu no hospital horas depois.
A PRF (Polícia Rodoviária Federal) também atendeu o local do acidente, mas explicou que, em casos de vítima fatal, o relatório demora para ser confeccionado e ainda não tem detalhes do atendimento.
A reportagem entrou em contato com a assessoria da Autopista Litoral Sul questionando o procedimento de atendimento médico e cobrando um posicionamento a respeito das denúncias.
Nota do blog - infelizmente, o trágico acidente que vitimou um filho de nossa terra precisa ser bem esclarecido. Primeiro, pela demora do socorro fica a dúvida que se o pai de família, ser humano muito querido, boa gente, trabalhador, que deixou esposa, filhos, pai, mãe, irmãos, outros familiares e amigos com o coração despedaçado, se tivesse tido socorro em tempo hábil, se não estaria vivo!
- Jaci com a esposa Janete Nunes e seus três filhos
Segundo, ao nosso entender, às 23h, quase meia-noite, quando todos já estão cansados, não seria um horário bem adequado para se realizar concerto em uma pista de grande movimentação, aí fica fácil de prever que algo do tipo poderia acontecer, como de fato aconteceu! Mesmo havendo sinalização no local e tudo mais, é preciso se compreender que a grande maioria dos caminhoneiros de nosso Brasil vivem a beira da exaustão, diferente de quem roda apenas a passeio!
- No primeiro plano o irmão Júnior e ao centro Zé Laranjeira e Leonita, pais de Jaci.
Criar arapucas nas estradas altas horas da noite, nos parece uma grande irresponsabilidade, algo que não facilita em nada a vida de nossos estradeiros e bem como também põe em risco a vida dos próprios operários da empresa de manutenção.
É preciso que a justiça investigue o acontecimento e que a partir de então, coíba este tipo de atividade durante a noite, para que outros inocentes, outras famílias, outras mães, como D. Leonita, não venham a chorar o luto por um filho em pleno dia das Mães!
O Blog Tv Web Sertão expressa profundo sentimento de pesar a todos os familiares. Que o Bom Deus possa trazer força e conforto para superar um momento tão difícil.