Fungo negro da Índia capaz de matar mais de 50% dos pacientes é identificado em Santa Catarina

Um caso suspeito de fungo negro foi identificado em Santa Catarina neste domingo (30). O paciente tem 52 anos, possui histórico de comorbidades, como diabetes e artrite reumatoide, e é morador da cidade de Joinville. O caso está sendo investigado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado.
O fungo negro, ou a mucormicose, chamou atenção nos últimos dias depois da Índia relatar mais de 9 mil casos da doença entre pacientes que se recuperaram da covid-19.
O paciente de Joinville apresentou sintomas gripais e realizou o teste de antígeno confirmando o diagnóstico para Covid-19 no dia 23 de fevereiro.
O fungo é capaz de matar mais de 50% dos pacientes com o distúrbio. Muitos deles precisam passar por cirurgias de retirada de partes do corpo afetadas pelo micro-organismo.