Esse asteroide vai passar tão perto da Terra que pode até destruir satélites

O universo sempre foi um tema de grande interesse para nós. A totalidade do espaço ainda não foi entendida, mas existem coisas que os cientistas já conseguiram descobrir, entender em algum nível, e descrever. Além dos planetas que conhecemos e dos astros, que vemos constantemente nos céus, nosso sistema solar está repleto de outros corpos.
Um exemplo disso são os asteroides. Eles são corpos rochosos e metálicos que têm uma órbita definida ao redor do sol. Eles fazem parte dos corpos menores do sistema solar e, normalmente, têm algumas centenas de quilômetros. Vários deles já passaram perto do nosso planeta e alguns até já nos atingiram, como o do tempo dos dinossauros.
Ultimamente, vários asteroides grandes passaram perto do nosso planeta e viraram notícia. E os que irão passar também acabam virando notícia e às vezes até motivo de preocupação.
Asteroide
Na última sexta-feira, um asteroide do tamanho da Torre Eiffel passou por nosso planeta. E de acordo com os cientistas da NASA, a próxima vez que ele passar pela Terra, em 2029, pode ser que ele colida com satélites em órbita.
O asteroide 99942 Apophis, batizado em homenagem ao antigo deus egípcio do caos, chegou a 16,5 milhões de quilômetros da Terra. Por mais que essa seja uma distância confortável, os cientistas da NASA alertam que ele vai chegar a 32 mil quilômetros da Terra, em 2029.
Essa distância sim é bem perto. Ela é menor do que a distância entre a Terra e a lua. Além de ser próxima o suficiente para que o asteroide tenha o risco de colidir com satélites de comunicação de grande altitude. Para se ter uma noção da proximidade a NASA divulgou um vídeo mostrando o quão perto Apophis chegará da Terra.
Oportunidade
Esse asteroide foi inicialmente descoberto em 2004. Nesse ano, os pesquisadores calcularam que ele poderia realmente colidir com nosso planeta em 2029. Felizmente, a NASA fez outros cálculos e viu que ele passará pela Terra sem tocar nela. E essa será uma chance de eles conseguirem coletar vários dados a respeito do asteroide.
“A aproximação do Apophis em 2029 será uma oportunidade incrível para a ciência. Vamos observar o asteroide com telescópios ópticos e de radar. Com observações de radar, podemos ser capazes de ver detalhes na superfície com apenas alguns metros de tamanho”, disse Marina Brozović, cientista de radar do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, Califórnia.
O asteroide Apophis tem 341 metros de largura, o que dá aproximadamente três campos de futebol, ou então um pouco maior do que a Torre Eiffel. Esse asteroide é tão grande que quando ele passar novamente, irá ser tão perto do nosso planeta que será possível observá-lo a olho nu. A passagem dele irá acontecer em abril de 2029.
A distância de Apophis com a Terra vai permitir que os cientistas consigam o estudar e coletar dados a respeito da sua composição.
Depois dessa passagem de 2029, Apophis terá outros encontros com a Terra. O asteroide irá passar pelo nosso planeta em 2036 e 2068. Em 2036 não existe chance dele colidir com a Terra. Contudo, os cálculos da NASA sugerem que existe uma chance em 380 mil de que Apophis colida com a Terra em 2068.

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232