TCU determina que 7,3 milhões terão que devolver o auxílio emergencial

O Tribunal de Contas da União (TCU) identificou que pelo menos 7,3 milhões de pessoas receberam o auxílio emergencial de forma indevida, o que representou R$ 54 bilhões pagos. As informações fazem parte do Balanço da Fiscalização realizado pelo tribunal.
Em 2020 foram pagas nove parcelas do benefício aos brasileiros. Porém, nem todos que receberam tinham direito aos valores. Foram registrados diversos casos de fraudes e pagamentos indevidos, inclusive envolvendo artistas, políticos, famosos e seus familiares.
Além disso, a Receita Federal informou que todos aqueles que receberam o auxílio emergencial e tiveram renda tributável acima de R$ 22,8 mil, no ano passado, terão que declarar o benefício e devolvê-lo aos cofres públicos.

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232