Maranhão confirma primeiros casos da variante indiana do coronavírus no Brasil

Os primeiros casos da variante indiana do novo coronavírus no Brasil foram confirmados nesta quinta-feira (20), no estado do Maranhão.
A Secretaria Estadual de Saúde informou que a variante B.1.617 foi detectada em seis amostras coletadas em tripulantes do navio MV Shandong da ZHI, com bandeira de Hong Kong, ancorado em alto-mar na costa de São Luís, desde o dia 7 de maio.
Um dos tripulantes da embarcação, de nacionalidade indiana, está internado em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital particular de São Luís desde o sábado passado (15). Ele precisou ser levado de helicóptero do navio até a unidade de saúde.
No total, de acordo com informações do governo estadual, 15 tripulantes tiveram teste positivo para Covid-19, e 9, diagnóstico negativo.
Todas as seis amostras com maior carga viral enviadas para sequenciamento genômico ao Instituto Evandro Chagas, no Pará, apresentaram resultado positivo para a sublinhagem B.1.617.2, uma das três da variante indiana.
Há 23 tripulantes em quarentena, isolados em cabines individuais, dentro da embarcação. A Secretaria Estadual de Saúde comunicou que 2 deles apresentam sintomas leves e 12 continuam assintomáticos.
A Vigilância Sanitária Estadual notificou a empresa responsável pela embarcação quanto à proibição do navio atracar na área portuária.
Até o momento, não há identificação de transmissão local da variante indiana. O governo do Maranhão destacou que o Ministério da Saúde (MS) foi comunicado para adoção das medidas cabíveis.
Uma equipe da Secretaria de Vigilância em Saúde foi encaminhada para São Luís.
A B.1.617 surgiu em outubro de 2020, mas, até o início de abril, ela correspondia a cerca de 24% das amostras sequenciadas do vírus na Índia. Já no dia 24 de abril, ela era dominante e representava mais de 80% das amostras analisadas. (Via: Portal Folha PE)

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232