Governador anuncia programa de testagem em massa para investigar presença da variante delta da Covid-19 em Pernambuco

O governador Paulo Câmara (PSB) anunciou que, a partir da terceira semana de agosto, Pernambuco vai iniciar um programa de testagem em massa para verificar a presença da variante delta da Covid-19 em todo o estado. O objetivo é montar um planejamento para lidar com a chegada da cepa mais transmissível do novo coronavírus, originária da Índia.
O anúncio foi feito durante uma entrevista ao vivo no Bom Dia Pernambuco desta sexta-feira (13), um dia após a Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgar a confirmação dos dois primeiros casos da variante delta em moradores de Pernambuco. Antes, outros cinco casos importados, todos em tripulantes filipinos de um navio cargueiro que ficou retido no Porto de Suape.
Em mais de um ano e meio da confirmação dos primeiros casos de Covid em Pernambuco, esta é a primeira vez que o estado anuncia um programa de testagem em massa. Até então, os testes feitos pelo governo eram realizados por demanda da população, abrangendo pessoas com sintomas ou que tiveram contato com pacientes contaminados.
“Na próxima semana, nós vamos lançar, em Pernambuco, para todo o estado, um grande programa de testagem, que é justamente para garantir e mapearmos no estado todo, justamente para verificar casos de variante delta ou de outras variantes, onde está aumentando. Com a testagem em massa, como nós vamos fazer, nós vamos poder antecipar muitos casos e preparar mais um planejamento, justamente no intuito de salvar vidas”, afirmou Paulo Câmara, que cumpre agenda no Sertão.
O G1 entrou em contato com a SES para saber como o programa vai funcionar e em quais pontos do estado haverá testagem. A secretaria respondeu que “o lançamento será nos próximos dias, quando divulgaremos todos os detalhes sobre a ação”.
Até a quinta-feira (12), foram feitos 2.247.622 testes para detecção da Covid-19 em Pernambuco. Isso inclui testes de RT-PCR, de maior precisão para detectar a doença; sorologias e testes rápidos de anticorpos, feitos com exames de sangue; e testes de antígeno, que têm precisão semelhante à dos testes PCR, mas com resultado mais rápido.
Fonte: G1

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232