Vítima tentava 'ficar feia' para não ser estuprada por padrasto, cantor sertanejo preso em AL, diz polícia

A Polícia Civil de Alagoas informou que a enteada de 14 anos do cantor sertanejo Rodolfo Santoro disse que deixava de comer para ficar "magra e feia", em uma tentativa de evitar os estupros cometidos pelo padrasto, preso nesta sexta-feira (17) em Maceió.
O cantor é suspeito de cometer os abusos sexuais durante uma década, desde que a enteada tinha 4 anos. Até a última atualização dessa reportagem, o g1 não havia obtido contato da defesa de Rodolfo.
"Deixava de comer para ficar magra, para ficar feia e tentar afastá-lo", disse o chefe de operações da Delegacia de Crimes Contra a Criança e o adolescente (DCCCA), Alan Barbosa.
Os abusos sexuais foram denunciados pela mãe da adolescente, que alegou só ter ficado sabendo dos crimes agora. O estupro acontecia na casa da família, onde Rodolfo morava com a vítima, a mãe dela e mais um filho do casal.
O chefe de operações também relatou que a adolescente sofria ameaças de morte para não revelar os estupros.
"Não foi precisado quando as ameaças começaram, mas ele dizia que mataria a adolescente, a mãe dela, a irmãzinha dela [filha dele] e depois se mataria, para que ela não revelasse nada", disse.
No inquérito policial constam áudios enviados pelo cantor para a esposa, mãe da adolescente, pedindo desculpas por usar drogas.
"Mandou um áudio dizendo que a mãe era maravilhosa, que ele errou, mas não diz o que fez, que é usuário de drogas, que eram drogas mais pesada do que ela pensava", detalhou o chefe de serviço da DCCCA.