Câncer de pênis atinge 9 a cada 100 mil habitantes no Brasil


Uma doença pouco divulgada mas que atinge 9 a cada 100 mil habitantes no Brasil: o câncer de pênis. E justamente por não ser muito divulgada é que a Sociedade Brasileira de Urologia realiza, neste mês de fevereiro, uma campanha de conscientização sobre a doença, além de um mutirão de postectomia que é a retirada da fimose, uma das causas desse tipo de câncer. O foco são os estados do Norte e Nordeste, onde a prevalência da doença é a maior do país.
O urologista José de Ribamar Rodrigues, membro da Sociedade Brasileira de Urologia, explica que o tratamento do câncer de pênis depende do estágio em que foi feito o diagnóstico, podendo variar de uma cirurgia simples até a amputação total do órgão sexual. Por isso, o médico diz que o diagnóstico precoce é tudo.
As principais causas da doença são infecção pelo vírus HPV, fimose e falta de higiene correta. As infecções sexualmente transmissíveis também são fatores de risco. O médico José Ribamar destaca a importância de observar qualquer alteração no pênis e reforça os riscos da automedicação.
A campanha acontece durante todo mês de fevereiro e as cirurgias de postectomia serão realizadas nas cidades dos estados do Norte e do Nordeste. Os homens que precisarem de atendimento podem procurar as Unidades Básicas de Saúde da sua região.

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232