Guedes volta a falar em fundo de erradicação de pobreza

Ministro disse que fundo pode aprofundar programas sociais do governo
O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta 6ª feira que não faz sentido um governo trilionário e "o povo pobre"
O ministro Paulo Guedes (Economia) disse nesta 6ª feira (25.mar.2022) que criará um fundo de erradicação de pobreza que poderá aprofundar os programas sociais criados no governo de Jair Bolsonaro (PL).
“Não faz sentido um governo trilionário –R$ 1 trilhão em ativos imobiliários, R$ 1 trilhão em ativos de ações de empresas, mais R$ 2 trilhões de recebíveis– e um povo pobre. Não faz sentido. Nós vamos criar um fundo de erradicação de pobreza, presidente, e vamos aprofundar o programa social que o senhor começou”, afirmou Guedes.
O ministro seguiu: “Cada vez que a gente vender uma propriedade nós vamos reconstruir a capacidade de investimento do setor público brasileiro por um lado –o senhor vai fazer a hidrelétrica que o senhor quer em Roraima, o Tarcísio vai fazer a ponte ou a rodovia que precisa em algum lugar do país. Mas, ao mesmo tempo, outra parte vai alimentar o fundo de erradicação de pobreza”.
Guedes falou sobre o assunto em um evento no Palácio do Planalto, com a participação do presidente Bolsonaro. Na cerimônia, a União e o Governo do Distrito Federal anunciaram um acordo que viabiliza a regularização fundiária e a adoção de políticas de desenvolvimento urbano em Vicente Pires, região administrativa do Distrito Federal.
Segundo o ministro, este é só o início de um programa de regularização fundiária. Ele falou que, além de Vicente Pires, haverá um programa piloto na Favela da Maré (RJ) e Paranaguá (PR). Também citou os terrenos da Marinha, dizendo que “o governo possui de 15% a 17% dos imóveis das pessoas que vivem na praia”.
O ministro da Economia já havia falado em outras ocasiões em criar um fundo de erradicação da pobreza com os recursos arrecadados com privatizações e vendas de ativos da União, mas também com as ações que a União detém de empresas como a Petrobras.
Para ele, fundo ajudaria a transferir esses recursos para os mais frágeis. A proposta de um fundo de erradicação de pobreza veio à tona na época em que o governo buscava uma forma de tirar o Auxílio Brasil do papel, como uma forma de turbinar os programas sociais do governo. Contudo, ainda não saiu do papel.
CRESCIMENTO
Guedes também mostrou confiança no crescimento da economia brasileira nesta 6ª feira (25.mar). “Está absolutamente garantido que o Brasil vai crescer, apesar de toda a turbulência. O Brasil tem uma dinâmica própria de crescimento, baseada na taxa de investimento interno e com esse olhar social”, afirmou.

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232