Moradores da Zona Rural de Itapetim registram possível pegadas de Onça

O relato é de Aubaniso Alves de Sousa, morador do Sítio Gameleira, na zona rural de Itapetim. Ele disse ao Repórter do Sertão que era pouco mais das 23h quando os cachorros, muito assombrados, correram atrás de um animal próximo a sua residência em direção a um matagal. Após ter ido atrás dos cães para ver do que se tratava, ele viu as possíveis pegadas de uma onça atravessando uma estrada de terra. O morador disse que em seguida ouviu os esturros do felino na mata, logo após o bicho ter sido perseguido pelos cães.
Com a ajuda de vizinhos e lanternas ele registrou os rastros que diz ser da onça que, segundo moradores, já foi vista diversas vezes na localidade e regiões próximas.
O primeiro relato da aparição do animal na comunidade aconteceu no início de março de 2020, onde o casal Maria Madalena do Nascimento e Ernando Franco disseram que a onça apareceu na residência deles, no Sítio Gameleira.
De acordo com o Blog Repórter do Sertão, o casal, o fato também foi durante a noite, depois que ouviram os cachorros acuados. Ao chegarem no local para ver com que os cães estavam latindo, eles clarearam com uma lanterna e se depararam com o felino em cima de um pé de mangueira no terreiro da casa. Espantado, o bicho pulou da árvore e ainda atacou um dos cachorros, antes de correr em direção a uma mata próxima. Ernando e Madalena garantiram que o animal se tratava mesmo de uma onça e descartaram a hipótese de ser um gato do mato ou outro bicho da caatinga. Ainda em 2020 o jovem Baltazar Gomes disse que seguia de motocicleta quando a onça atravessou a estrada na região do Sítio Tapera. Segundo Baltazar o bicho passou rápido, mas deu para perceber que era uma onça porque era bem comprido e a cauda bastante longa, diferente de um gato do mato.
No mesmo período, a professora Maria Ednalva contou que viu um animal muito semelhante com a onça, na mesma comunidade onde o felino foi visto pela primeira vez pelo casal Madalena e Ernando. Ednalva informou que estava próximo a sua residência, no Sítio Gameleira, quando o bicho saiu de dentro da mata e passou muito veloz em sua frente. Com medo, ela correu para pegar um pedaço de madeira e começou a gritar e bater palmas na tentativa de espantar o animal que, logo em seguida, saiu quebrando mato por dentro da vegetação.
De lá pra cá já foram vários relatos de moradores afirmando ter visto o animal circulando pela região. Conforme as características relatadas pelos moradores assemelham o felino a uma onça parda. A onça parda, também conhecida como suçuarana, é um animal solitário e tem hábitos noturnos. Ela é capaz de sobreviver até mesmo em áreas extremamente afetadas pelo homem, como pastagens e cultivos agrícolas.

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232