Imprensa do Brasil se une para forçar encontro de Lula e Bolsonaro em debate; entenda

Veículos de comunicação do país decidiram fechar acordos para realizarem um pool de debates entre os candidatos à Presidência da República nas eleições deste ano. Com isso, os candidatos ao Palácio do Planalto, Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL), poderão comparecer em todas as emissoras simultaneamente, conforme havia sido solicitado por usas equipes.
No dia 28 de agosto, um domingo, às 21h, será realizado o debate em pool com o Grupo Bandeirantes, a TV Cultura, o portal UOL e o jornal Folha de São Paulo. O debate será realizado no estúdio principal da Band, em São Paulo.
O SBT, a CNN Brasil, o Estadão, a Nova Brasil FM e Veja fecharam pool e confirmam o debate presidencial para o dia 24 de setembro, um sábado.
Já no dia 14 de setembro, em São Paulo, será realizado um terceiro pool de emissoras para mais um debate, desta vez feito pelo Consórcio de veículos de imprensa, que conta com o G1, O Globo, Valor, Folha de S.Paulo, Estado de S.Paulo e UOL.
No entanto, somente serão convidados os quatro primeiros colocados em pesquisa eleitoral realizada na semana anterior ao debate. Juntos, os seis veículos são lidos mensalmente por 74 milhões de pessoas.
Tanto Lula quanto Bolsonaro tem batido na tecla do assunto nos últimos dias. O ex-presidente queria discutir regras de debates antes de aceitar participação. Já Bolsonaro, havia colocado como opção participar de um debate "mano a mano" contra o petista no primeiro turno, sem a presença dos demais adversários.