https://www.facebook.com/pg/saudeiguaracy/posts/?ref=page_internal

Guedes diz que auxílio emergencial pode voltar se vacinação fracassar

O ministro da Economia, Paulo Guedes, estabeleceu nesta terça-feira (26) duas condições, mesmo que remotas, para o retorno do auxílio emergencial. A última parcela do benefício foi pago em dezembro do ano passado.
Segundo o ministro, novas parcelas podem ser pagas à população caso o número de mortes por coronavírus continue em alta no país e se o governo federal fracassar na vacinação da população. Caso seja recriado, o benefício será aprimorado.
"Se a pandemia se agravar e continuar 1.500 mortes por dia, a vacina não chega, se falhássemos miseravelmente nas vacinas... O que não acredito [que vá ocorrer] porque o ministro [da Saúde] tem capacidade logística, temos, e o presidente agradeceu, a Anvisa, o [Instituto] Butantan, [a Fundação] Oswaldo Cruz, as Forças Armadas", disse.
"Quer criar o auxílio de novo? Tem que ter muito cuidado, pensar bastante. Se fizer isso, não pode ter aumento automático de verbas para educação e segurança pública, porque a prioridade passou a ser a guerra [contra a Covid]. Pega as guerras aí para ver se tinha aumento de salário, se tinha dinheiro para saúde e educação. Não tem, é dinheiro para a guerra", completou Guedes.
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que sofre pressão política para a renovação do auxílio, negou a continuação do benefício durante conversa com apoiadores nesta segunda-feira (25), no Palácio da Alvorada. Ele lembrou sobre a capacidade de endividamento do país está "no limite" e lamentou o fato de "muita gente passar necessidade".
Segundo a Caixa Econômica, 67,9 milhões de pessoas receberam o benefício, esse número representa 4 em cada 10 brasileiros em idade de trabalhar. Destes, 19,2 milhões estão inscritos no Bolsa Família.

Governo libera auxílio para 196 mil que contestaram benefício negado

O governo federal vai pagar, na próxima quinta-feira (28), mais de R$ 248 milhões de auxílio emergencial para 196 mil pessoas. A portaria do Ministério da Cidadania foi publicada hoje (26) no Diário Oficial da União, após análise das contestações e revisões decorrentes de atualizações de dados governamentais.
O grupo de beneficiários inclui cerca de 191 mil pessoas que contestaram a suspensão do benefício no site da Dataprev, entre 7 e 16 de novembro e entre 13 e 31 de dezembro de 2020, além de outras 5.000 pessoas que tiveram os pagamentos reavaliados em janeiro de 2021. Eles receberão de uma só vez todas as parcelas a que têm direito.
De acordo com o ministério, entre as 196 mil pessoas, há 8.300 que receberão a segunda, a terceira, a quarta e a quinta parcelas do auxílio emergencial. Outras 40,9 mil pessoas receberão as três últimas parcelas. Uma terceira faixa, de quase 68,1 mil cidadãos, receberá a quarta e a quinta parcelas. Por último, 78,3 mil vão embolsar somente a quinta parcela.
Os recursos serão depositados na poupança social digital da Caixa e já estarão disponíveis no dia 28, tanto para movimentação por meio do aplicativo Caixa Tem, quanto para saques e transferências para outros bancos.
Compras pela internet
Com o Caixa Tem é possível fazer compras na internet e nas maquininhas em diversos estabelecimentos comerciais, por meio do cartão de débito virtual e QR Code. O beneficiário também pode pagar boletos e contas, como água e telefone, pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas, e transferir os recursos sem o pagamento de tarifas.
Para o saque em espécie, é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção "saque sem cartão" e "gerar código de saque".
Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. Esse código deve ser utilizado para a retirada do dinheiro, que pode ser feita nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou mesmo nas agências.
Agência Brasil

Novidade chegando: "PROGRAMA NOITE DO FLASHBACK COM GIRO DE NOTÍCIAS". Veja informações:


O Blog Tv Web Sertão em parceria com a Impacto Produções e Eventos estará na noite desta terça-feira realizando o primeiro teste de transmissão ao vivo do "PROGRAMA NOITE DO FLASHBACK COM GIRO DE NOTÍCIAS".
A iniciativa do blogueiro e VJ (VeeJay/Vídeo Jockey), Sérgio Coelho, visa trazer para o público de uma forma bem descontraída, as principais noticias do dia a dia veiculadas na Web Sertão juntamente com um repertório musical trazendo a tona canções saudosas e que marcaram época na vida de várias gerações.
Além de informação com boa música, o projeto visa também abordar fatos curiosos, momento de reflexão e ainda no campo da nostalgia, trazer imagens fotográficas de épocas passadas. Quem quiser participar deste momento fotográfico, é só enviar a foto com uma pequena descrição para o WhatsApp (87) 98821-5232.
O programa entrará no ar, em caráter de experiência, das 22 às 23h de hoje. Para deixar seu comentário, enviar seu alô e mandar abraços, participe ao vivo da programação que será exibida na Página do Blog Tv Web Sertão - (ACESSE AQUI / CURTA A PÁGINA).

Gabaritos do Enem serão divulgados nesta quarta-feira

Consulta pode ser feita no portal do Inep
Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 poderão conferir amanhã (27) os gabaritos oficiais das provas objetivas do exame. O Enem impresso foi aplicado nos dias 17 e 24 de janeiro. Os participantes resolveram questões objetivas de matemática, ciências da natureza, ciências humanas e linguagens. Fizeram também a prova de redação, a única subjetiva do exame.
Os gabaritos serão divulgados no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
Mesmo com os gabaritos em mãos, não é possível saber a nota no exame. Isso porque o Enem é corrigido com base na chamada teoria de resposta ao item (TRI), que leva em consideração, entre outros fatores, a coerência de cada estudante na própria prova.
Ou seja, se ele acertar questões difíceis, é esperado que acerte também as fáceis. Se isso não acontecer, o sistema entende que pode ter sido por chute. O estudante, então, pontua menos que outro candidato que tenha acertado as mesmas questões difíceis, mas que tenha acertado também as fáceis.
A previsão para a divulgação dos resultados finais é dia 29 de março. Nessa data, os participantes saberão também quanto tiraram na redação. No entanto, somente depois da divulgação do resultado, em data ainda a ser definida, os candidatos terão acesso à correção detalhada da prova de redação, apenas para fins pedagógicos.

Cimpajeú elege nova diretoria


Prefeitos participaram nesta segunda-feira (25), do encontro que definiu a nova diretoria do CIMPAJEÚ – Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú. Na ocasião, os chefes dos executivos elegeram o prefeito de Ingazeira, Luciano Tores (PSB) para presidir a entidade.
A diretoria eleita que tomou posse minutos após a eleição, é composta, ainda, por Sandrinho Palmeira (PSB) prefeito de Afogados da Ingazeira, como vice-presidente e Márcia Conrado (PT), prefeita de Serra Talhada Secretária Executiva. Após a transição ficou encaminhado de a nova diretoria marcar uma reunião os prefeitos afim de elaborar um cronograma de execução.
Além da votação, também foi realizado o sorteio das cidades que serão atendidas nos próximos dias com a máquina perfuratriz do consórcio. Luciano garantiu igualdade nas ações. (Blog do Itamar)

Prefeito Zeinha de Iguaracy foi eleito Coordenador do Médio Pajeú durante eleição da nova Diretoria do Cimpajeú

 
Após os prefeitos associados elegerem a nova Diretoria do Cimpajeú, Luciano Torres (Presiente), Alessandro Palmeira (Vice-presidente) e Márcia Conrado (Secretária), foram eleitos os novos Coordenadores da Alto, Médio e Baixo Pajeú. O prefeito Adelmo Moura vai coordenar o Alto Pajeú, Zeinho Torres (Médio Pajeú) e Irlando Souza (Baixo Pajeú).
(Via Júnior Finfa)

Vacinação em massa é ‘decisiva’ para o bom desempenho da economia brasileira, diz Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta segunda-feira (25) que a vacinação em massa é decisiva para a retomada do crescimento econômico. 
“A volta segura ao trabalho é importante e a vacinação em massa é decisiva, é um fator crítico de sucesso para o bom desempenho da economia logo à frente”, disse Guedes durante entrevista em que comentou o resultado da arrecadação federal em 2020.
Guedes também rebateu as críticas de que o governo brasileiro não negociou com mais fabricantes de vacinas. O governo conseguiu até agora receber doses da vacina de Oxford, desenvolvida pela AstraZeneca, e da CoronaVac, mas esta, resultado de um acordo entre a China e o Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo.
“O Brasil está realmente tentando comprar todas as vacinas. A crítica de que teríamos ficado com uma vacina só não cabe. Estamos tentando adquirir todas as vacinas. Eu sou testemunha do esforço de logística para isso”, afirmou.
Ao contrário do discurso adotado por parte do governo ao longo da pandemia, que defendeu a volta à “normalidade” e ao trabalho apesar do aumento no número de casos da doença e de mortes, Guedes pediu que as pessoas se cuidem.
“Espero que todos se cuidem, saúde e vacinação em massa são críticos, são fatores críticos de desempenho econômico também. Então, para que a economia possa voar novamente, nós precisamos acelerar essa vacinação em massa”, disse.

Idosos com mais de 85 anos nos municípios pernambucanos serão imunizados com doses da vacina de Oxford

Em pronunciamento nessa segunda-feira, 25, o governador Paulo Câmara informou que as 84 mil doses da vacina de Oxford contra a Covid-19 que Pernambuco recebeu no último fim de semana serão usadas para imunizar idosos com mais de 85 anos. O Governo do Estado pactuou com os municípios o início da vacinação desse grupo de risco já nesta terça-feira, 26.
Os idosos que se enquadram nessa definição devem ser vacinados em todos os municípios pernambucanos. 
O governador destaca que a decisão de vacinar pessoas acima de 85 anos leva em consideração que esse público representa 15% dos óbitos por Covid-19 em Pernambuco. O secretário estadual de Saúde, André Longo, corrobora. “A decisão de priorizar esse grupo evitará novas mortes e refletirá em menos internamentos e na pressão em nosso sistema de saúde”, salientou, frisando que atualmente 60 leitos de UTI Covid estão ocupados por idosos com 85 anos ou mais.

Em assembleia da Amupe, prefeitos vão discutir organização da vacinação com Governo do Estado

Marcada para a próxima quinta-feira (28), às 09h, por videoconferência, a primeira assembleia de prefeitos da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), em 2021, terá vacinação nos municípios como um dos temas principais de debate.
O secretário de Saúde do Estado, André Longo, será o representante do executivo estadual que falará com os gestores sobre as expectativas de vacinação no Estado, organização e procedimentos a serem seguidos.
(Via Nill Júnior)

No limite: Bolsonaro nega volta do auxílio emergencial

Sob pressão política para renovar o Coronavoucher, que acabou no fim de dezembro, Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda (25) que o benefício é emergencial, e não “duradouro” ou “vitalício” como uma aposentadoria. O presidente fez os comentários em conversa com apoiadores na chegada ao Palácio da Alvorada, no fim da tarde.
Questionado por um simpatizante sobre ser a favor de um novo auxílio emergencial, Bolsonaro inicialmente desconversou: “Não, eu não vou… converso isso com o Paulo Guedes, contigo não”. Mas depois acrescentou: “A palavra é emergencial. O que é emergencial? Não é duradouro, não é vitalício, não é aposentadoria. Lamento muita gente passando necessidade, mas a nossa capacidade de endividamento está no limite”.

Abertas as inscrições para seleção da Prefeitura de Triunfo, em Pernambuco; salários chegam a R$ 2 mil

Estão abertas as inscrições para a seleção simplificada da Prefeitura de Triunfo. O objetivo do certame é a contratação temporária de profissionais de diversas áreas. Ao todo, são ofertadas 35 vagas, com salários que podem chegar a R$ 2 mil.
Os profissionais selecionados atuarão no âmbito da Secretaria de Desenvolvimento Social da cidade. Há vagas para cargos como Assistente Social, Psicólogo, Educador Social, Auxiliar de Educador Social, Entrevistador e Digitador Social, Motorista, Orientador Social, Auxiliar de Orientador Social, Cuidador, Visitador Social, Arte Educador, e Coordenador.
Inscrições – Para se inscrever, os interessados devem acessar o site da prefeitura e preencher um formulário com os dados pessoais. Feito isso, o candidato deverá enviar via Correios, com aviso de recebimento, os documentos informados no edital, como RG, CPF e comprovante de residência em seu nome para a Secretaria de Desenvolvimento Social, localizada na Praça Júnior Veríssimo, 04, Centro, Triunfo-PE. Também é possível realizar as inscrições presencialmente no mesmo local das 08h às 13h. As inscrições seguem até esta quinta-feira, 30 de janeiro de 2021.
O processo seletivo será composto por análise curricular, de caráter classificatório e eliminatório. A divulgação do resultado preliminar está prevista para o dia 16 de fevereiro de 2021. Após o período de envio e julgamento de recursos, o resultado final tem previsão de ser divulgado no dia 23 de fevereiro. Além disso, de acordo com o edital, a seleção terá validade de 12 meses, ou seja, um ano.

Micro e pequenas empresas têm até sexta-feira para aderir ao Simples

Pedido é feito exclusivamente pela internet

Termina na próxima sexta-feira (29) o prazo para a regularização e inscrição no Simples Nacional das micro e pequenas empresas que faturam até R$ 4,8 milhões por ano. A solicitação é feita exclusivamente pela internet, por meio do portal do Simples Nacional. Com o pedido aceito, a adesão retroagirá ao dia 1º de janeiro.
O Simples Nacional é regime tributário diferenciado, que reúne em um único documento de arrecadação os principais tributos federais, estaduais, municipais e previdenciários devidos pelas micro e pequenas empresas. O recolhimento, feito por esse documento único, deve ser pago até o dia 20 do mês seguinte àquele em que houver sido auferida a receita bruta.
Também poderão aderir ao Simples as empresas que estavam no Lucro Presumido ou Lucro Real e tiveram queda significativa no faturamento em 2020, por causa da pandemia. Essas empresas deverão cumprir o mesmo prazo. Em outra novidade, que vale excepcionalmente agora, o governo federal não excluiu empresas com débitos tributários em 2020 e as empresas optantes que estavam inadimplentes permaneceram no Simples em 2021.

Mais 38,4 mil doses de vacina contra Covid-19 chegam ao Recife

Chegaram ao Recife, nesta segunda-feira (25), mais 38,4 mil doses da CoronaVac, vacina produzida pelo Instituto Butantan contra a Covid-19. O avião contendo o imunizante aterrissou na capital pernambucana por volta das 15h40. O voo foi operado pela companhia aérea Latam. Este é o segundo carregamento com esse tipo de produto a desembarcar no estado.
As doses fazem parte de um lote de 4,8 milhões de unidades aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
Segundo o governo do estado, as vacinas sairiam do Aeroporto Internacional dos Guararapes, na Zona Sul, para a sede do Plano Nacional de Imunização, no bairro de Casa Amarela, Zona Norte. A polícia Federal montou uma operação para acompanhar esse transporte.
O voo LA-3221 saiu de Guarulhos, em São Paulo, por volta das 12h15, e durou, aproximadamente, três horas e 20 minutos. Este é o terceiro lote de vacinas contra a Covid-19 a chegar a Pernambuco.
O primeiro, de 270 mil doses da CoronaVac, começou a ser utilizado desde o dia 18 de dezembro, quando chegou, dia em que a primeira profissional de saúde foi vacinada.

Começaram hoje as inscrições para o Fies 2021

Resultado será divulgado no dia 2 de fevereiro

Começaram hoje (26) e vão até o dia 29 de janeiro as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2021. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), este ano o Fies vai oferecer 93 mil vagas
As inscrições podem ser feitas no portal do Fies. O resultado da seleção será divulgado no dia 2 de fevereiro.

Em caso de pré-seleção para uma vaga na chamada única do Fies, o candidato terá o período de 3 a 5 de fevereiro de 2021 para complementar sua inscrição.
Quem não for pré-selecionado vai automaticamente para a lista de espera. A convocação por meio da lista de espera ocorrerá de 3 de fevereiro até 18 de março de 2021.
Pelo regulamento do programa, os candidatos pré-selecionados na lista de espera deverão complementar a inscrição no prazo de três dias úteis, contados do dia subsequente ao da divulgação de sua pré-seleção no FiesSeleção.
Criado em 1999, o Fies tem como meta facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas. Pode se inscrever no processo seletivo do Fies o candidato que participou do Enem, a partir da edição de 2010, e tenha obtido média aritmética nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a 0 na redação.
Também é necessário ter renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até três salários mínimos.

Vacina da AstraZeneca começará a ser produzida nas próximas semanas, diz Fiocruz


A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) espera começar a produzir sua vacina contra a Covid-19 nas próximas semanas, segundo a presidente da fundação, Nísia Trindade Lima. Ela participou na tarde deste sábado (23) da cerimônia de distribuição da primeira leva de vacinas desenvolvidas pela AstraZeneca com a Universidade de Oxford e importada da Índia.
A chegada da vacina ao Brasil deveria ter acontecido no último dia 17, mas atrasou cinco dias. O atraso gerou críticas à equipe diplomática brasileira, que atribuiu a demora a pressões internas do país asiático para que, antes de ser encaminhada ao Brasil, a vacina fosse distribuída à sua população.
Fonte: Agência Estado

Estudantes podem pedir reaplicação do Enem a partir de hoje

Inep recomenda que pedido seja feito pela internet
Candidatos que não puderam participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por estarem com sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa e aqueles que não conseguiram fazer as provas por problemas logísticos podem, a partir de hoje (25), pedir para participar da reaplicação do Enem na Página do Participante. O sistema ficará aberto até o dia 29.
As provas do Enem impresso foram aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro. Nas semanas que antecederam cada uma das aplicações, os candidatos puderam enviar exames e laudos médicos ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Aqueles que ainda não o fizeram poderão, agora, acessar o sistema online. As provas da reaplicação serão nos dias 23 e 24 de fevereiro.
Além da covid-19, podem solicitar a reaplicação participantes com coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela.
Segundo o Inep, para a análise da possibilidade de reaplicação, a pessoa deverá inserir, obrigatoriamente, no momento da solicitação, documento legível que comprove a doença. Na documentação, deve constar o nome completo do participante, o diagnóstico com a descrição da condição, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10), além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento. O documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB.

Como contribuir para o INSS por conta própria

Alíquotas variam de 5% e 20%, conforme o perfil do segurado
Os segurados que recolhem para a Previdência Social por conta própria precisam prestar atenção. Com o novo salário mínimo de R$ 1,1 mil em vigor a partir do pagamento do próximo mês, os valores das contribuições foram reajustados. Agora, segurado terá de pagar R$ 55, R$ 121 ou R$ 220 por mês, dependendo do perfil de contribuição.
Os contribuintes individuais ou facultativos abrangem trabalhadores autônomos, microempreendedores individuais, donas de casa que querem receber aposentadoria no futuro. Os valores são aplicados conforme as alíquotas de contribuição: 5%, 11% ou 20% sobre o salário de contribuição. Quem contribui pelo salário mínimo, a maioria dos segurados individuais, paga o percentual sobre R$ 1,1 mil.
Com a possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro reajustar o salário mínimo para R$ 1.102, o segurado recolherá um pouco mais a partir de fevereiro. O reajuste ocorre porque o mínimo de 2021 foi reajustado em 5,26%, contra inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 5,45%. Como a Constituição determina a reposição do poder de compra, o salário mínimo precisará seguir o INPC.
O contribuinte pode recolher sobre R$ 1.102 a partir de janeiro, se quiser. A partir de fevereiro, após a assinatura do decreto, a contribuição sobre esse valor será obrigatória. Isso porque a contribuição mínima considerada para a contagem de tempo e de valor para a aposentadoria equivale às aplicadas sobre o salário mínimo.

Secretários de Fazenda apelam pela prorrogação do auxílio emergencial

Os pedidos são estes aqui
1ª Prorrogação do Estado de Calamidade Pública por 6 meses e, consequentemente, a continuidade da EC 106, permitindo a suspensão temporária de bloqueios fiscais como o “teto de gastos” e da “regra de ouro”. Os auxílios realizados ao longo do ano de 2020 mostraram-se fundamentais para preservar a vida, o emprego e a renda, garantiram a continuidade dos serviços públicos e aumento de oferta em áreas prioritárias, principalmente saúde e assistência social.
2ª Prorrogação do Auxílio Renda Emergencial, que garantiu renda à população mais necessitada e foi fundamental para, além de garantir o sustento básico das famílias, impulsionar o consumo e a atividade econômica. A continuidade de tal medida é essencial para não colocar milhares de famílias em situação de fome e desamparo social, manter o nível do consumo, evitando a paralisia da atividade econômica e, consequentemente, a arrecadação dos tributos, principalmente do ICMS, principal imposto estadual
3ªSuspensão do pagamento de precatórios e possibilidade de manutenção das suspensões dos pagamentos de amortização e juros de dívidas com União, bancos públicos e instituições financeiras internacionais e multilaterais, assim como das operações de crédito com aval da União, por 12 (doze) meses, a contar a partir de 01/01/2021, postergando por igual período os prazos de respectivas amortizações e pagamentos suspensos, para os estados que manifestem esse interesse.

Pernambuco registra 537 novos casos da Covid e 16 mortes

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, neste domingo (24/01), 537 casos da Covid-19. Entre os confirmados ontem, 56 (10%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 481 (90%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 250.702 casos confirmados da doença, sendo 30.686 graves e 220.016 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.
Além disso, o boletim registra um total de 213.559 pacientes recuperados da doença. Destes, 18.930 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 194.629 eram casos leves. Também foram confirmados laboratorialmente 16 novos óbitos (12 masculinos e 4 femininos), registrados entre os dias 11/01 e 23/01. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios do Cabo de Santo Agostinho (2), Custódia (1), Garanhuns (2), Ibimirim (1), Jaboatão dos Guararapes (2), Petrolândia (1), Recife (5), Santa Cruz da Baixa Verde (1) e Tacaratu (1). Com isso, o Estado totaliza 10.193 mortes pela doença.
Os pacientes tinham idades entre 37 e 84 anos. As faixas etárias são: 30 a 39 (1), 50 a 59 (2), 60 a 69 (3), 70 a 79 (5) e 80 ou mais (5). Do total, 13 tinham doenças pré-existentes: doença cardiovascular (8), diabetes (4), hipertensão (2), obesidade (2), tabagismo (2), Alzheimer (1), AVC (1), doença renal (1), doença respiratória (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um paciente não tinha comorbidades e os demais estão em investigação.
Fonte: Folha de PE

Vacina de Oxford: lote inicial cobre 1ª dose para 27% dos profissionais de saúde no Brasil

O primeiro lote da vacina de Oxford, com 2 milhões de doses importadas da Índia, é suficiente para aplicar a dose inicial em 27% dos profissionais da saúde do Brasil, segundo um ofício do Ministério da Saúde enviado no sábado (23) para as secretarias estaduais.
O documento prevê também o envio de 100 mil doses, cerca de 5% do total, para o estado do Amazonas, que deve aplicar exclusivamente em idosos com 70 anos ou mais – isso equivale a cerca de 77% da população desta faixa etária no estado.
“Dado o cenário atual do estado do Amazonas, foram direcionadas doses à 100 mil idosos do estado, tendo sido contemplados: 100% dos idosos de 80 anos e mais; 100% dos idosos de 75 à 79 anos; e 37% dos idosos de 70 à 74 anos”, diz o ofício.
A aplicação completa da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford com a farmacêutica AstraZeneca exige uma segunda dose, que pode ser aplicada em até três meses após a primeira, para reforçar a resposta imunológica do organismo.
Fonte: Bem Estar

Infectologista é primeira pessoa a tomar vacina de Oxford no Brasil

O infectologista do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), Estevão Portela, foi a primeira pessoa no Brasil a receber a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, a AstraZeneca. A imunização aconteceu na tarde deste sábado (23) na sede da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), no Rio de Janeiro, após a instituição liberar 2 milhões de doses de vacinas prontas para o Programa Nacional de Imunizações (PNI/MS).
Estevão tem atuado na linha de frente no combate à covid-19 desde o início da pandemia. Em coletiva de imprensa realizada ontem, antes da vacinação, Nísia Trindade, presidente da Fiocruz, exaltou o trabalho do profissional: “Médico infectologista e pesquisador na área de pesquisa clínica exemplar. À frente deste trabalho no centro hospitalar e investigador principal no Brasil, coordenador do nosso estudo para os tratamentos de solidariedade da OMS. Obrigada por seu trabalho”.
Logo após a primeira dose ter sido aplicada, a pneumologista do Centro de Referência Professor Helio Fraga, da Fiocruz, Margareth Dalcolmo também foi vacinada. “Tem tido um papel extraordinário na comunicação, mas quero reforçar seu lado de médica, na melhor tradução da medicina humanista. É dedicadíssima, vem apoiando e dando suporte a nós mesmos, gestores, diante das perdas que temos vivido na nossa instituição, diante da realidade dura e difícil”, exaltou a presidente da Fiocruz.
A terceira médica vacinada, neste sábado, foi Sarah Ananda Gomes, que atua no Hospital Felício Rocho, em Belo Horizonte, e é filha do cônsul da Índia na capital mineira. “É uma forma de homenagear os laços entre Brasil e Índia na vacinação”, finalizou Nísia.
A Fiocruz recebeu, no início da madrugada deste sábado (23), 2 milhões de doses de vacinas prontas, importadas do Instituto Serum, um dos centros produtores da vacina de Oxford-AstraZeneca na Índia. As vacinas chegaram na noite de sexta-feira (22), na base aérea do Galeão, e seguiram em caminhões refrigerados para o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz).
Fonte: R7

Pernambuco define nesta segunda-feira a distribuição da vacina AstraZeneca aos municípios.


As primeiras doses da vacina da farmacêutica AstraZeneca e da Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e produzidas pelo Instituto Serum, na Índia, devem chegar a Pernambuco na madrugada deste domingo (24). Ao todo, são 84 mil doses para todo o Estado. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a estratégia de distribuição e de uso das doses será discutida na próxima segunda-feira (25).
As doses destinadas ao Estado devem desembarcar no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre às 0h25, em voo operado pela companhia aérea GOL, que vai partir do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Elas serão levadas para a central de armazenamento de vacinas da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).
Segundo a SES, o secretário estadual de Saúde, André Longo, já convocou reuniões extraordinárias do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19 e da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), na tarde da segunda-feira (25), para tratar da distribuição. Após as definições nos espaços de pactuação, as doses serão encaminhadas para as cidades pernambucanas, para que sejam aplicadas na população.

Pernambuco recebe lote com 84 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford

Pernambuco recebeu, às 0h30 da madrugada deste domingo, 84 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford, em voo operado pela companhia aérea GOL, que saiu do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Após chegarem ao Aeroporto Internacional de Recife/Guararapes – Gilberto Freyre, sob escolta da Polícia Federal, as doses foram levadas para a central de armazenamento de vacinas da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).
O Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19 e a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) terão reuniões na tarde de segunda-feira (25), para montar a estratégia de distribuição e de uso da nova vacina. “Vamos, juntamente com o Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19 e com a Comissão Intergestores Bipartite (CIB), fazer o monitoramento da distribuição e a pactuação com os municípios do uso das doses da nova vacina. É mais um passo importante nessa nova fase de enfrentamento ao coronavírus”, destacou o governador Paulo Câmara.
“Esta nova remessa de vacinas nos dá a possibilidade de ampliar e acelerar o processo de imunização em Pernambuco. Iremos pactuar com o Comitê Técnico Estadual e com a representação dos municípios a estratégia para utilização destas novas doses”, explicou o secretário estadual de Saúde, André Longo.
O secretário estadual de Saúde ressaltou que a vacinação segue normalmente no Estado. “Os municípios e as unidades estaduais continuam o processo de vacinação normalmente, já que ainda possuem doses da vacina Coronavac”, afirmou.
As 270 mil doses da CoronaVac, desenvolvidas em parceria com o Instituto Butantan, chegaram ao Estado na última segunda-feira e foram disponibilizadas em 18 horas a todos os 184 municípios pernambucanos, além do Arquipélago de Fernando de Noronha. As gestões municipais receberam de forma equânime quantitativo suficiente para as duas doses da vacina, que, no caso da CoronaVac, devem ser administradas em um período de 14 a 28 dias entre a primeira e a segunda. O Ministério da Saúde estabeleceu que a prioridade dessa remessa da CoronaVac deveria ser os idosos acima de 60 anos e pessoas com deficiência assistidos em instituições de longa permanência, indígenas aldeados e trabalhadores da saúde envolvidos no atendimento aos pacientes com o novo coronavírus.
Até a última sexta-feira (22/01), 34.336 pessoas que fazem parte do público prioritário da primeira fase foram imunizadas contra a Covid-19 em Pernambuco. Deste total, 28.712 eram trabalhadores da saúde (sendo 5.298 profissionais que atuam nos hospitais do Governo de Pernambuco); 3.265, indígenas; 2.278, idosos institucionalizados; e 81 pertencem ao grupo de pessoas com deficiência institucionalizadas. (Via: Folha PE)

Conheça a vacina AstraZeneca que será fabricada no Brasil pela Fiocruz

A agência reguladora do Reino Unido aprovou em 30/12/2020 o uso da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório britânico AstraZeneca. No Brasil, essa vacina será fabricada pela Fiocruz, mas aguarda o processo de autorização pela agência reguladora brasileira, a Anvisa. O processo de avaliação inclui dados sobre segurança, qualidade e eficácia da vacina. A AstraZeneca e a Fiocruz enviaram à Anvisa o primeiro pacote de informações sobre a vacina no final de setembro, com o pedido de submissão contínua, mais rápido que o convencional. A aprovação no Reino Unido pode ajudar a acelerar o processo no Brasil que tem a submissão final prevista para ser finalizada até 15 de janeiro. Segundo a Anvisa, a agência recebeu, no dia 22 de dezembro, outros dados primários de eficácia e segurança da vacina, ainda em análise.
"É um dia histórico, podemos dizer que temos vacina. A notícia do registro no Reino Unido renova a esperança, uma esperança que vem da ciência e da saúde pública", destaca a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima. "Estamos no caminho ideal, desde abril, quando começamos a prospecção com os laboratórios de todo o mundo para encontrar a vacina necessária para o nosso Sistema Único de Saúde (SUS)".
O vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz, Marco Krieger, também comentou a importância da aprovação da vacina de Oxford-AstraZeneca. “A aprovação pelo Reino Unido é uma excelente notícia também para o Brasil. Vamos continuar com o trabalho e os esforços para antecipar o registro na Anvisa. Essa vacina pode vir a mudar dinâmica de vacinação no mundo o que pode levar a uma quantidade maior de pessoas vacinadas”.
A vacina aprovada no Reino Unido é a principal do programa de vacinação do governo federal brasileiro. Responsável pela produção no Brasil, a Fiocruz vai entregar ao Ministério da Saúde (MS) as primeiras doses da vacina de Oxford-AstraZeneca a partir do dia 8 de fevereiro. “Com a chegada do Ingrediente Farmacêutico Ativo [IFA] em janeiro, podemos contar com a liberação pela Fiocruz de aproximadamente 10 milhões de doses em um processo contínuo durante o mesmo mês, chegando a uma produção acumulada de aproximadamente 30 milhões de doses no final de fevereiro, continuamente liberadas em março, em um processo dinâmico de entregas”, explica Krieger. “Com a primeira liberação de doses, vamos ter a capacidade de vacinar no Brasil, logo nas primeiras semanas de fevereiro, quase o mesmo número de pessoas que já foram vacinadas em todo o mundo durante o mês dezembro, que são cerca de 4 milhões em 12 países”.
A proposta da Fiocruz é entregar 100,4 milhões de doses da vacina até o final do primeiro semestre de 2021. No segundo semestre do ano, a produção passará a ser 100% nacional na Fundação e mais 110 milhões de doses serão entregues ao MS, totalizando cerca de 210 milhões de doses durante todo o ano.
Na última segunda (28/12), a Organização Mundial da Saúde (OMS) indicou vai decidir sobre o uso emergencial dessa vacina também em fevereiro, quando for liberada toda a documentação necessária sobre os ensaios clínicos internacionais. Assim como para o Reino Unido, a recomendação da OMS não é necessária para a aprovação brasileira, sendo mais importante para países sem agências reguladoras estruturadas.
A aprovação pela agência britânica foi realizada antes da conclusão total dos ensaios clínicos e tem base em resultados parciais divulgados em dezembro na revista científica The Lancet. O artigo na publicação indica eficácia de 70% em adultos com menos de 55 anos, com base em dados de três países: Brasil, Reino Unido e África do Sul. O número supera a eficácia mínima de 50% estabelecida pela Anvisa para dar aprovação a um imunizante contra a Covid-19. Um dado muito importante evidenciado neste estudo foi a confirmação da capacidade da vacina na prevenção de 100 por centos das hospitalizações e formas graves da doença, segundo o critério cínico preconizado pela OMS.
Sobre possíveis reações adversas, os estudos clínicos apontaram que a vacina é segura para todas as faixas etárias, incluindo os idosos. As reações mais comuns à aplicação da substância foram dor no local da vacinação, febre e dor de cabeça, todas de intensidade leve ou moderada. Não foi registrada nenhuma reação grave relacionada à imunização.
O imunizante da Oxford-AstraZeneca também uma importante vantagem, que é a facilidade de transporte, pois se conserva em temperaturas de geladeira comum (de 2ºC a 8ºC). Isso pode facilitar o uso na estrutura já construída para o Programa Nacional de Imunização (PNI) brasileiro do Sistema Único de Saúde (SUS).
Fonte: Agência Fiocruz de Notícias

Digital Influencer Afogadense, Liliane Amorim, morre após realizar lipoaspiração


A influenciadora digital Liliane Amorim, natural de Afogados da Ingazeira e que morava em Juazeiro do Norte, morreu após realizar cirurgia de lipoaspiração. Em comunicado, neste domingo (24), o hospital em que a jovem estava internada confirmou o óbito da cearense. Segundo a família, Liliane passou pela cirurgia no dia 9 de janeiro e após a intervenção precisou passar por nova operação. Sendo assim, no dia 15 deste mês, ela foi internada.
“Toda a Equipe de nosso Hospital está de luto em nome dessa moça que foi uma guerreira em todos os momentos durante sua Internação”, declarou a direção da unidade hospitalar em comunicado.
Liliane estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital da Unimed no Centro de Juazeiro do Norte desde o dia 17 deste mês. No entanto, o procedimento estético não foi realizado no local.
Na última sexta-feira (22), o boletim médico informou que a influencer teve uma melhora no quadro, porém no sábado (23) ela piorou e precisou passar por uma cirurgia de emergência.
Perfil do Instagram.
No perfil do Instagram de Liliane, familiares postavam diariamente o estado de saúde da jovem — além de pedir orações. Com posts de moda e beleza, a influenciadora conquistou 97,9 mil seguidores.
Via Diário do Nordeste

Nova variante da Covid-19 causa maior mortalidade, diz Johnson


O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse nesta sexta-feira que há evidências de que uma nova variante da Covid-19, descoberta no ano passado, poderia estar associada a um aumento na mortalidade.
“Fomos informados hoje que, além de se espalhar mais rapidamente, também parece haver alguma evidência de que a nova variante, descoberta pela primeira vez em Londres e no sudeste da Inglaterra, pode estar associada a um grau aumentado da mortalidade”, disse Johnson em uma entrevista.
Ele acrescentou que todos os testes atuais mostram que ambas as vacinas ainda são eficazes contra as variantes antigas e novas.

Feiras do interior de Pernambuco podem ter restrições se covid-19 continuar em alta, alerta secretário estadual de Saúde


Durante a visita ao Agreste de Pernambuco, nesta quinta-feira (21), o secretário Estadual de Saúde, André Longo, comunicou que está acompanhando diariamente, com o Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus, o número de casos da covid-19 na região. Ele ratificou que ainda não é momento de relaxar nos protocolos setoriais e de segurança. Além disso, pediu apoio da população e de profissionais que atuam em feiras e no comércio em geral, assim como nas atividades recreativas.
“É preciso reforçar o cuidado com esses espaços. Nós avaliamos que, se não houver uma melhora do funcionamento desses espaços de convivência e comerciais, talvez, sim, seja necessário que a gente faça alguma medida restritiva. Mas isso vai depender muito da evolução dos números, da taxa da ocupação de leitos aqui”, frisou Longo.
O secretário ainda complementou dizendo que “é importante a população colaborar, mas os comerciantes agirem para cobrar”.

Após ameaça de greve, caminhoneiros viram prioridade na vacinação


Após pressão por parte dos caminhoneiros, a categoria passou a fazer parte do pacote de grupos prioritários a receber a vacinação contra a Covid-19. Os transportadores rodoviários de carga não estavam na primeira versão do Plano de Nacional Operacionalização, datado do dia 10 de dezembro e enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas foram incluídos na segunda versão, do dia 16 de dezembro.
Agora, em uma nova atualização do documento, chamada de “informe técnico”, do dia 18 de janeiro, o ministério citou especificamente “caminhoneiros”, prevendo que “nessa estratégia será solicitado documento que comprove o exercício efetivo da função de motorista profissional do transporte rodoviário de cargas (caminhoneiro)”.
O documento ainda especificou que, no caso de trabalhadores de transporte coletivo rodoviários de passageiro, no qual abrange os motoristas e cobradores, estão incluídos os profissionais de “longo curso”. No plano divulgado no fim do ano passado não havia essa especificação, apenas “trabalhadores do transporte coletivo”.

Butantan inicia distribuição de 2º lote de vacinas após aval da Anvisa


Cerca de 900 mil doses foram liberadas
Após nova autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso emergencial da vacina CoronaVac, o Instituto Butantan começou a distribuição do segundo lote do imunizante na tarde de hoje (22). Cerca de 900 mil doses foram liberadas.
Desse total, 200 mil doses foram levadas ao Centro de Distribuição e Logística da Secretaria da Saúde de São Paulo. Setecentas mil vão para a central de distribuição do Ministério da Saúde em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo.
Esse segundo pedido à Anvisa trata de lote de vacinas envasadas pelo próprio Instituto Butantan, em frasco-ampola multidose, contendo dez doses em cada unidade. O processo foi inicialmente submetido à agência no último dia 18.
Segundo o governo do estado, as demais doses envasadas, rotuladas e embaladas no Butantan a partir de matéria-prima enviada da China serão liberadas tão logo passem pela inspeção de controle de qualidade do instituto.
No último domingo (17), o instituto distribuiu 6 milhões de doses da vacina CoronaVac. Com a segunda remessa, são 6,9 milhões de um total de 8,7 milhões de doses estabelecidas em cronograma firmado com o Ministério da Saúde para entrega até 31 de janeiro, conforme divulgou o estado. Até abril, o governo estadual afirma que o Butantan entregará 46 milhões de vacinas contra o novo coronavírus para todo o país. (Agência Brasil)

Fiocruz recomenda aplicação em dose única de vacina de Oxford


A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recomenda que a vacina da Universidade de Oxford, em parceria com a AstraZeneca, seja aplicada em dose única, e não em duas, como diz o fabricante e como acontece com a CoronaVac.
Segundo o vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz, Marco Krieger, em entrevista a GloboNews nesta quinta-feira (19), a intenção é que se tenha mais imunizantes para vacinar um maior número de pessoas neste primeiro momento.
Mas o ministério da Saúde considera que a imunização deve seguir o que preconiza a Oxford/AstraZeneca e que a imunização no país levará em conta as especificidades técnicas de cada vacina – sempre de acordo com as bulas e respeitando as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
“Nós já temos uma comprovação da eficácia de 73% por 120 dias a partir da primeira dose. Tratamos a segunda dose quase como um reforço (...) Nossa recomendação, e é um programa que está sendo utilizado pela Inglaterra e pela maioria dos países, é realmente aproveitar essa característica da vacina e fazer uma vacinação mais rápida, para distribuir doses para mais pessoas num primeiro momento, para que a gente possa diminuir a carga viral populacional, e com isso diminuir a transmissão da doença”, sustentou Krieger.
Chegada
O avião com as vacinas da Astrazeneca/Oxford decolou por volta das 20h desta quinta-feira da Índia com destino ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. O voo comercial da companhia aérea Emirates trará duas milhões de doses que foram fabricadas pelo laboratório indiano Serum. Os imunizantes devem chegar ao Rio de Janeiro no fim da tarde desta sexta-feira (22).
O governador da Bahia, Rui Costa, disse nesta sexta-feira (22), em entrevista à TV Bahia, que, das 2 milhões de dosesque devem chegar no Brasil, 160 mil vêm para o estado. Com isso, mais 80 mil baianos devem tomar a vacina. Nesta semana, a Bahia recebeu 376,6 mil doses da vacina Coronavac, o que tem capacidade para vacinar 188,3 mil baianos.