Atenção IRAJAÍ: Secretaria de Saúde anuncia vacinação contra Covid-19 nesta quarta (21). O público atendido será dos 60 a 64 anos de idade.


Dando continuidade a Campanha de Vacinação contra a Covid-19 para o público na faixa etária dos 60 aos 64 anos. A Secretaria de Saúde informa a toda à população de Irajaí, que estará realizando as aplicações do imunizante na amanhã desta quarta-feira (21).
As doses da vacina contra a Covid-19 serão ofertadas das 08h às 11h na UBS da comunidade, obedecendo o atendimento pela ordem de chegada. 
Os idosos nesta faixa etária, devem comparecer ao local com o uso obrigatório de máscara, apresentando um documento de identificação com foto, o número do cartão do SUS e do CPF.

Jabitacá: Secretaria de Saúde realizou mais um evento de vacinação contra a Covid-19 em idosos dos 60 a 64 anos.


Nesta segunda-feira (19), a Secretaria Municipal de Saúde de Iguaracy, realizou no CAE de Jabitacá, o segundo evento de vacinação de idosos, em atenção aos grupos prioritários dos 60 a 64 anos.
A campanha de vacinação contra o Covid-19 no município de Iguaracy vem atendendo ao público alvo definido de acordo com o Plano Nacional de Imunização.

Os munícipes que eventualmente não receberam a vacinação e estão na faixa etária dos 60 aos 64 anos, devem entrar em contato com a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência. Aqueles que estão acamados e impossibilitados de locomoção, a vacinação será a domicílio.
A Secretaria de Saúde pede para que a população mesmo vacinada, mantenha as medidas de proteção como: usar máscaras de forma correta, cobrindo a boca e o nariz, evitar aglomerações, manter o distanciamento e higienizar as mãos com água e sabão ou álcool a 70%.

Botijão de gás atinge valor histórico; pessoas estão utilizando lenha ou carvão para cozinhar e Congresso estuda plano

A escalada do preço do gás de botijão em meio à crise econômica gerada pela pandemia reacendeu no Congresso o debate sobre políticas sociais para subsidiar o combustível à população de baixa renda, que vem apelando a lenha ou carvão para cozinhar suas refeições.
Em meados de fevereiro, o preço médio do botijão no país atingiu o maior valor desde que a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) começou a compilar os dados, em 2004. E, mesmo com a isenção de impostos anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro em março, o preço do produto não parou de subir. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 14 milhões de domicílios brasileiros usavam lenha ou carvão para preparar alimentos em 2019, número equivalente ao do ano anterior e a cerca de 20% do total de domicílios do país.
A EPE (Empresa de Pesquisa Energética) estima que, já em 2018, combustíveis como lenha e carvão ultrapassaram a fatia do gás de cozinha na matriz energética residencial brasileira, tendência que, segundo especialistas, pode ter se acentuado na pandemia. A estimativa é feita em toneladas de petróleo equivalente. Como lenha ou carvão têm poder calorífico bem menor ao do gás, é necessária uma quantidade bem maior desses combustíveis para obter o mesmo resultado na cozinha. Além de poluidor e menos eficiente, o consumo de lenha ou carvão é prejudicial à saúde dos moradores da residência.
Mas tem sido uma das alternativas para famílias de baixa renda.

Governo de Pernambuco decide até sexta-feira se mantém funcionamento de comércio e atividades econômicas

O Governo de Pernambuco decide até a próxima sexta-feira (23) se mantém o atual formato de funcionamento das atividades econômicas em meio à pandemia de covid-19.
As atuais medidas em vigor, com limitações de horário para funcionamento das atividades econômicas, valem até o próximo domingo (25).
Em março, o governador Paulo Câmara (PSB) havia retomado as restrições diante da alta da covid-19, mas a partir de 1º de abril retomou as liberações às atividades econômicas e com a abertura de praias e parques para atividades físicas individuais. A realização de eventos segue proibida, assim como a atuação de barraqueiros de praia, por exemplo.
Tendência é de manutenção
Segundo apurou o Blog, a tendência é que pelo menos o atual formato de funcionamento dos serviços seja estendido (veja mais abaixo o que está em vigor), mas há possibilidade de ampliação das flexibilizações.
A expectativa é de que o anúncio do que valerá nas próximas semanas seja feito até a sexta-feira (23) pelo Governo de Pernambuco.
Fontes do Palácio do Campo das Princesas avaliam que o governo estadual começou a preparar o terreno para pelo menos prorrogar o atual decreto ao divulgar neste domingo um estudo da Organização Panamericana de Saúde (OPAS) em que Pernambuco e a Região Nordeste registraram as menores taxas de mortalidade por covid-19 do Brasil nos últimos 30 dias.
O estudo foi divulgado na última sexta-feira (16) pela OPAS, segundo o Governo do Estado, que reforçou os dados neste domingo.

Bolsonaro sanciona lei que permite exame de paternidade em parentes do suposto pai

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou na sexta-feira (16) lei que permite que seja feito teste de paternidade em parentes do suposto pai.
De acordo com o texto publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (19), se o suposto pai houver falecido ou não existir notícia de seu paradeiro, o juiz determinará a realização do exame de DNA em parentes consanguíneos, preferindo-se os de grau mais próximo.
A lei entrou em vigor a partir do momento da publicação. De acordo com nota divulgada pela Secretaria-Geral da Presidência da República, "a medida visa possibilitar o reconhecimento do estado de filiação, um direito constitucional da criança. Deste direito depende a possibilidade de postular pedido de pensão alimentícia em nome do menor de idade, além de ser essencial em casos de herança".
O texto foi apresentado em 2009, pela então senadora Marisa Serrano (PSDB-MS). O Senado só aprovou a matéria três anos depois, em 2012, quando o texto foi remetido à Câmara.
Por lá, o projeto começou a tramitar naquele mesmo ano, voltou a ser discutido em 2015, depois só em 2019 e, agora, 12 anos depois de apresentado, foi aprovado e encaminhado para sanção presidencial. (Via: Folhapress)

Confinamento na pandemia faz crescer casos de miopia em crianças


As crianças, especialmente aquelas com idades entre 6 e 8 anos, estão ficando mais míopes na pandemia. Segundo oftalmologistas, os períodos mais longos dentro de casa, longe da luz natural e encarando telas pequenas sem descanso, são os principais responsáveis pelo aumento de casos do distúrbio nessa faixa etária.
Em um artigo publicado em janeiro deste ano na revista científica Jama Ophthalmology, pesquisadores da China relatam que, em 2020, o número de casos de miopia nas crianças entre 6 e 8 anos cresceu até três vezes em comparação com os cinco anos anteriores.
Os resultados vêm de um estudo que contou com a participação de mais de 120 mil crianças. Elas foram examinadas com a técnica do photoscreening, um tipo de exame que usa uma câmera para analisar os olhos sem dilatação.
As crianças de 6 anos foram as mais afetadas. A prevalência da miopia em 2020 nesse grupo foi de 21,5%, enquanto no período de 2015 a 2019 a prevalência mais alta registrada havia sido de 5,7%. No artigo, os pesquisadores afirmam que para crianças de idades entre 9 e 13 anos não houve mudanças significativas.
No Brasil, a situação é semelhante. Com as aulas regulares interrompidas há mais de um ano e as medidas restritivas para diminuir a circulação de pessoas e evitar a transmissão da Covid-19, os mais jovens passaram muito mais tempo dentro de casa no ano de 2020. As consequências já são percebidas nos consultórios médicos.

Anvisa autoriza fabricante chinesa a iniciar testes clínicos de vacina contra a Covid-19 no Brasil


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou na última sexta-feira (16) o estudo clínico de mais uma vacina contra o novo coronavírus no país.
A informação da autorização para testes foi divulgada nesta segunda-feira (19).
O imunizante, desenvolvido pela empresa Sichuan Clover Biopharmaceuticals, sediada na China, é aplicado em duas doses com intervalo de 22 dias entre elas.
“O ensaio clínico aprovado é de fase 2/3 (CLO-SCB-2019-003), duplo-cego, randomizado, controlado por placebo, para avaliar a eficácia, imunogenicidade e segurança da vacina recombinante da subunidade da proteína S”, diz o texto publicado no site da Anvisa.
A expectativa é que o Brasil inclua 12.100 voluntários no teste, nos estados do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro. As informações são da CNN Brasil.
Outros 10 mil voluntários também serão testados em outros países da América Latina, além da África do Sul, Bélgica, China, Espanha, Polônia e Reino Unido.

Consumir álcool não altera efeito da vacina, dizem entidades e órgãos

As pessoas que receberam a vacina contra a Covid-19 não precisam suspender o consumo de bebidas alcoólicas pelo período de pelo menos 30 dias, de acordo com entidades e os fabricantes dos imunizantes.
A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), por exemplo, afirma que não tem qualquer recomendação nesse sentido. Em entrevista ao Globo, a médica Mônica Levi, diretora da SBIm, afirma que a propagação da recomendação tem ligação com o despreparo dos profissionais da saúde.
“Há muito tabu e muito despreparo dos profissionais da saúde que estão nas salas de vacinação. Infelizmente o Brasil não deu conta de fazer um bom treinamento dos profissionais, e cada um fala o que quer”, disse.
Os fabricantes dos imunizantes usados no Brasil, CoronaVac e Oxford, não alertam para o risco de efeitos colaterais. Os voluntários que participaram dos estudos clínicos também não foram comunicados sobre a suspensão do consumo.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão responsável por avaliar e liberar os produtos no país, o Instituto Butantan, que produz a CoronaVac, a Fiocruz e o Ministério da Saúde, também negaram efeitos adversos.

Pernambuco e Nordeste são o Estado e a região com menor taxa de mortalidade por Covid-19 do Brasil

O Estado de Pernambuco e a Região Nordeste registraram as menores taxas de mortalidade por Covid-19 do Brasil em relatório da Organização Panamericana de Saúde (OPAS).
Os dados da publicação foram analisados pelo governador Paulo Câmara e pelos integrantes do Gabinete de Enfrentamento ao Coronavírus.
De acordo com o documento da OPAS, nos últimos 30 dias Pernambuco registrou uma taxa de mortalidade de 16,5 casos para cada 100 mil habitantes. Menos da metade da média nacional, que foi de 39,2 casos para cada 100 mil habitantes.
Já a taxa de mortalidade da Região Nordeste ficou em 25,1 casos por habitante, bem abaixo das regiões Norte (29,1), Sudeste (42,8), Centro-Oeste (56,6) e Sul (55,7).
“Ainda temos um longo caminho pela frente nessa batalha contra a Covid-19. No entanto, um levantamento como esse mostra que só uma combinação de ações como ampliação da rede de saúde com leitos de enfermaria e terapia intensiva, medidas restritivas e vacinação são capazes de reduzir a quantidade de vítimas da doença”, disse Paulo Câmara, neste final de semana.
O secretário estadual de Saúde, André longo, ressaltou que as medidas restritivas foram retomadas em Pernambuco desde dezembro de 2020, e destacou que, somente do início de março até agora, foram abertos mais de 600 novos leitos de UTI em todas as regiões do Estado.
“Nossa rede de saúde conta, hoje, com 1.611 leitos de terapia intensiva para pacientes com Covid-19, em 17 municípios. Um esforço que só se tornou possível com todas as áreas do governo priorizando a saúde da população”, afirmou Longo.

Professores estaduais decidem manter greve

Sindicato da categoria afirmou que recorrerá na Justiça para pode seguir com o movimento, que foi considerado ilegal
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) informou que continuará com a greve iniciada nesta segunda-feira (19) e recorrerá na Justiça contra a decisão que considerou o movimento ilegal. Nesta terça (20), o sindicato fará atos simbólicos nas escolas e realizará uma carreata na próxima sexta-feira (23), no Recife. No entanto, não foi divulgado quando haverá uma nova assembleia da categoria para decidir a manutenção ou encerramento da greve.
De acordo com a Secretaria de Educação e Esportes (SEE), cerca de 55% dos 87 mil estudantes do 3º Ano do Ensino Médio, Ensino Fundamental Anos Iniciais e Educação Infantil da rede pública estadual retornaram às aulas presenciais, nesta segunda (19). Ainda segundo a pasta, quase 90% dos professores da rede também retornaram à sala de aula. Sem apresentar números, o Sintepe discordou dos dados divulgados pela Secretaria de Educação e afirmou que houve grande adesão à greve.
Sem atividades presenciais desde o dia 18 de março por causa da quarentena mais rigorosa em Pernambuco, todos tiveram que seguir os protocolos e orientações das autoridades de saúde. A SEE ressalta que a decisão sobre a retomada ou não dos estudantes às salas de aula é dos pais, responsáveis e do próprio estudante. Ou seja, não há obrigatoriedade para assistir às aulas nas escolas. Os estudantes podem optar em permanecer nas atividades remotas, que seguem sendo ofertas na plataforma do Educa-PE.
"Ressaltamos que todas as escolas da rede estadual foram preparadas desde o ano passado atendendo a todos os critérios estabelecidos no Protocolo Setorial o que inclui a instalação de lavatórios, de dispenser de álcool em gel, comunicação dos protocolos e arrumação das salas obedecendo ao distanciamento social. Neste sentido, seguiremos atuando na busca por uma retomada segura", dizia a nota da Secretaria de Educação.Próximas etapas
O calendário de retorno seguirá na próxima segunda-feira (26), com o retorno do 2º ano do Ensino Médio e do 8º e 9º anos do Fundamental. Neste mesmo dia as escolas municipais também estão autorizadas pelo Governo do Estado a retomarem as atividades presenciais. Por fim, em 3 de maio, retornam os alunos do 1º ano do Ensino Médio e dos 6º e 7º anos do Fundamental.

TCE e MPCO orientam prefeitos sobre retorno seguro às aulas

O Tribunal de Contas e o Ministério Público de Contas elaboraram uma recomendação conjunta (nº 2/2021) com orientações aos prefeitos sobre o retorno seguro das aulas presenciais nas escolas públicas do ensino infantil e fundamental, suspensas desde o ano passado por conta da Covid-19 em Pernambuco.
A recomendação estabelece aos gestores dos 184 municípios do Estado a elaboração de um Protocolo Sanitário Setorial estabelecendo as diretrizes para a aplicação de medidas preventivas e de enfrentamento à pandemia, com orientações específicas para o setor de educação.
As medidas precisam levar em conta o Guia de Implementação de Protocolos de Retorno das Atividades Presenciais nas Escolas de Educação Básica do Ministério da Educação e não poderão ser menos restritivas que as regras previstas no Protocolo Setorial de Educação do Governo do Estado.
As escolas municipais deverão oferecer, dentre outros, a possibilidade de acesso ao ensino remoto ou híbrido aos alunos, pais e responsáveis que se sentirem inseguros ou não concordarem com o retorno das aulas presenciais; manter levantamento de estudantes e profissionais da educação pertencentes aos grupos de risco para a Covid-19; adotar o escalonamento de horários de entrada, saída e alimentação dos alunos, evitando aglomerações; e instituir um sistema de rodízio nas salas de aula, caso o número exceda a capacidade mínima permitida para garantir o correto distanciamento social.
As instituições de ensino deverão ainda reavaliar suas estruturas físicas e promover as adaptações necessárias – como instalações sanitárias adequadas e a colocação de lavatórios e bebedouros – para garantir a correta higienização de alunos, professores e funcionários; promover melhorias na ventilação dos ambientes; afixar cartazes informativos e faixas de demarcação, além de disponibilizar insumos (álcool gel, tapetes sanitizantes, etc) em quantidade suficiente para preservar a segurança da saúde dos frequentadores. Para que isso ocorra, será preciso planejar a contratação dos serviços e aquisições, bem como efetuar o levantamento dos custos para as adaptações, evitando a continuidade de obras após o reinício das aulas.
SERVIÇOS – Os prefeitos também terão que planejar a prestação dos serviços de transporte escolar em suas cidades, preservando a segurança de alunos e colaboradores, realizando levantamentos e a possibilidade de remanejamentos e reconfigurações de rotas, principalmente nos casos em que seja necessária a implantação de rodízio nas salas de aula e o escalonamento de horários.
Na prestação dos serviços, deverá ser considerado o distanciamento mínimo, a quantidade de passageiros e o porte dos veículos utilizados, que terão que contar com álcool gel e medidores para aferir a temperatura dos alunos na entrada.
O documento trata ainda da merenda escolar, que deve ser oferecida também aos alunos que optarem pelo ensino remoto ou híbrido. As equipes envolvidas na manipulação e distribuição dos alimentos terão que usar equipamentos de proteção individual e os locais de consumo das refeições deverão obedecer ao distanciamento mínimo exigido pelo Protocolo Sanitário Setorial.
Para isso, os municípios precisarão fazer o planejamento da quantidade de estabelecimentos de ensino, do número de refeições a serem servidas, dimensionar o quantitativo de materiais, as equipes envolvidas e os usuários beneficiados.
Outro ponto importante está ligado aos serviços de limpeza e conservação das escolas, com o uso de produtos de higienização com especificações adequadas e de EPIs pelas equipes durante o manuseio, assim como o reforço da limpeza e desinfecção de banheiros e áreas comuns e dos pontos contaminantes aos menos duas vezes ao dia, como no caso de maçanetas, mesas, teclados, botões, como manda o Protocolo Setorial de Educação do Governo do Estado.
O Plano de Retorno Seguro das Atividades Presenciais nas Escolas Municipais deve ser amplamente divulgado nos Portais de Transparência, ou nos sites oficiais dos municípios, com as decisões tomadas, ações planejadas e cronogramas para a retomada das aulas presenciais.
O documento, assinado pelo presidente Dirceu Rodolfo e pela procuradora-geral do MPCO, Germana Laureano, foi publicado no Diário Oficial da instituição.

DEVOCIONAL DIÁRIO - 20.04.2021

"Ele, Jesus, nos dias da sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem o podia livrar da morte e tendo sido ouvido por causa da sua piedade, embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu e, tendo sido aperfeiçoado, tornou-se o Autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem" Hebreus 5:7-9
Reflexão: Vemos que Jesus clamou, chorou, orou e suplicou, era piedoso, e mesmo Deus ouvindo Seu Filho, não o livrou da cruz. Dá pra imaginar o sofrimento de Deus, sabendo que bastava uma palavra Sua para livrar Jesus da cruz, e por amor de mim, de você, e de toda humanidade, Jesus foi condenado sem pecado e morreu em nosso lugar para dar salvação eterna para todos aqueles que crêem e obedecem.
Oração: Pai bondoso, não há palavras para expressar seu amor por nós, e o mínimo que posso fazer para agradecer ao Senhor, é ser obediente a Sua palavra. Perdoa meus pecados, perdoa toda idolatria, ajuda-me a colocá-lo sempre em primeiro lugar na minha vida, retira de mim, toda avareza, todo engano, toda mentira. Quero ter uma vida em comunhão com o Senhor, para poder entrar no reino dos céus. Eu oro em nome de Jesus. Amém.

Secretaria de Saúde anuncia vacinação contra Covid-19 nesta terça (20) em Jabitacá. O público atendido será dos 60 a 64 anos de idade.


A Secretaria de Saúde informa a toda à população de Jabitacá, que estará dando continuidade a Campanha de Vacinação contra o Covid-19 para o público na faixa etária de 60 a 64 anos. As aplicações serão realizadas amanhã, dia 20 de abril, no Centro de Atividades Econômicas – CAE em Jabitacá.
As doses da vacina da Covid-19 serão ofertadas por ordem de chegada das 08 às 11 horas. Os idosos nessa faixa etária devem comparecer com uso obrigatório de máscara, apresentando um documento de identificação com foto, o número do cartão do SUS e do CPF.

Vicente Nery é extubado, agradece aos fãs e pede orações

O cantor Vicente Nery, que está internado em um hospital particular de Fortaleza com Covid-19, foi extubado depois de quatro dias submetido à intubação, procedimento que garante a respiração adequada do paciente. A novidade foi publicada nas redes sociais do artista, na noite desse domingo (18).
Ele explicou que a extubação aconteceu com “imenso sucesso”. “Saí de toda sedação, e estou totalmente consciente. Sigo bem, fazendo fisioterapia e respondendo a todos os procedimentos médicos”, informou.
Vicente Nery pediu orações que as pessoas têm feito pedindo a saúde do cantor e agradeceu pela energia positiva dos fãs, “que foram incansáveis nesse momento que eu passei”, acrescentando: “logo sairei dessa, se Deus quiser”.
Na última quarta-feira (14), foi divulgada a internação do forrozeiro em uma unidade de saúde da rede privada da capital cearense. A hospitalização, segundo a assessoria de imprensa dele, foi necessária para o tratamento ser mais eficaz.
Também no mesmo dia, a esposa do artista, Carol Rabelo, publicou um texto sobre milagres e uma foto equipe médica que cuida do marido.
“Para quem tem fé, não existe sorte, existe Deus. Para quem tem Deus, não existe perda, só vitórias. Para quem crê, não existe impossível, existe milagres”, escreveu. (Via: Diário do Nordeste)

Iguaracy agora conta com uma nova Farmácia, a IGUARACY PHARMA.


Está sendo inaugurada nesta segunda-feira (19), a nova farmácia da cidade, a Iguaracy Pharma, o "Avistão dos Medicamentos". Em contato com a nossa redação, Everton que é farmacêutico e também funcionário do município de Iguaracy, disse que o grande diferencial da farmácia será o preço e o horário de atendimento, que será estendido ao público das 07:00 as 22:00h.

Celulares podem ajudar no combate a fraudes em bombas de combustíveis; entenda

Provar materialmente fraudes nas bombas de postos de combustíveis é algo que envolve equipamentos e procedimentos complexos, além de apreensões in loco e análises laboratoriais. Em breve, tudo isso poderá ser substituído por um clique de celular, dado por qualquer consumidor.
Basicamente, o equipamento a ser instalado na bomba é composto por um hardware que faz a leitura de um transdutor óptico capaz de contar a quantidade de combustível que é apresentada no display da bomba. A garantia de que a bomba de combustível está correta é dada por uma assinatura digital que poderá ser checada por meio do bluetooth dos celulares. A violação dessa assinatura comprova a fraude.
Para se ter uma ideia de como são praticadas fraudes nas bombas de combustíveis, a cada ano cerca de 20 mil casos são autuados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) – número que fica ainda mais impressionante se for levado em conta a complexidade para se conseguir evidenciar esse tipo de prática fraudulenta.
“As bombas medidoras de combustíveis possuem eletrônica bastante complexa, com placas de circuitos e software (programa de computador) que são vulneráveis a modificações, sendo quase impossível, ao fiscal, verificá-las em campo. Em muitos casos são necessárias análises laboratoriais para produzirmos provas materiais contra os infratores”, afirmou à Agência Brasil o chefe da Divisão de Metrologia em Tecnologia da Informação e Telecomunicações do Inmetro, Rodolfo Saboia.
Citando levantamento divulgado pela Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), o chefe da Divisão de Gestão Técnica do Inmetro, Bruno de Carvalho, disse que “as fraudes em bombas movimentam mais de R$ 20 bilhões a cada ano”.
Certificação digital
Para resolver – ou, pelo menos, amenizar – esse problema, o Inmetro está adaptando e implementando uma tecnologia que, há muito, já vinha sendo usada para dar segurança às transações feitas pela internet: a certificação digital.
“Nas bombas de combustíveis, o componente que faz a transformação da informação de medição, em sinal elétrico, é conhecido como transdutor [pulser]. Ele contém um chip criptográfico com um certificado digital. Desta forma, toda informação de medição que sai do pulser é assinada digitalmente, ficando impossível sua adulteração, sem que essa assinatura seja invalidada”, detalha Rodolfo Saboia.
Para agregar ainda mais segurança ao processo, os certificados digitais estarão vinculados à Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil), cadeia hierárquica de confiança coordenada pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), que viabiliza a emissão de certificados digitais para identificação virtual do cidadão em documentos como o e-CPF (Cadastro de Pessoa Física). O pedido de credenciamento – que tornará o Inmetro autoridade certificadora de primeiro nível na cadeia do ITI, para a adoção do equipamento – ainda está sob análise do instituto. A expectativa é de que essa aprovação ocorra ainda neste semestre.
“Na prática, o certificado digital ICP-Brasil funciona como uma identidade na rede mundial de computadores, garantindo a identificação inequívoca dos seus titulares e dando aos atos praticados por meio dele a mesma validade jurídica daqueles que assinamos e reconhecemos firma em cartório”, detalhou o presidente-executivo da Associação das Autoridades de Registro do Brasil (AARB), Edmar Araújo.
Identificação imediata
Saboia disse, também, que o principal ganho com a assinatura digital da informação de medição é a “rápida identificação de uma eventual fraude”. “Atualmente, para identificar uma fraude eletrônica em uma bomba de combustível é necessário apreender as placas eletrônicas das bombas e levar para análise em laboratório. Esta análise pode levar semanas. Com a assinatura digital, em poucos minutos, por meio de interface ou aplicativo de smartfhone, será possível - a fiscais e consumidores - checar se a assinatura é válida. Se a assinatura não for válida, significa que a bomba foi fraudada”, argumentou.
Com as medições analógicas dando lugar às digitais, sua utilidade poderá abranger fraudes envolvendo pesos e medidas que vão além das praticadas por postos de combustíveis mal intencionados. Segundo o presidente da AARB, “o certificado será destinado exclusivamente a objetos metrológicos regulados pelo Inmetro, mas é possível que seja também utilizado para controle de outros equipamentos, como balanças e relógios medidores de energia elétrica”.
Araújo estima que ainda no segundo semestre de 2021 tudo esteja operacionalizado para que as bombas de combustíveis comecem a ser certificadas.
Protótipos
Segundo o Inmetro, as indústrias já estão finalizando o desenvolvimento de protótipos para que a tecnologia seja colocada em prática. “Restam ainda algumas dúvidas normais de implementação, que estão sendo sanadas com auxílio da equipe do Inmetro”, disse Saboia.
Depois disso, os modelos de bomba serão enviados a laboratórios acreditados para a realização dos testes laboratoriais necessários para a aprovação de modelo dos instrumentos. “Uma vez aprovado pelo Inmetro, as indústrias já estarão autorizadas a comercializar seus instrumentos”, complementa Bruno de Carvalho.
Aplicativo
A fiscalização das bombas poderá ser feita por meio de um aplicativo para smartphones, a ser disponibilizado pelo Inmetro. A ideia é fazer com que eles se conectem com as bombas de combustíveis por meio de bluetooth, de forma a verificar se a assinatura digital da bomba foi violada. Caso tenha sido violada, a informação é imediatamente encaminhada ao Inmetro via internet.
“As bombas de combustível deverão ter informações sobre sua identidade – como o endereço do posto, sua data de fabricação e se o certificado metrológico ICP-Brasil está instalado – disponíveis a qualquer pessoa”, detalhou Araújo.
Segundo o Inmetro, a ideia inicial era a de que a tecnologia servisse apenas para os fiscais. No entanto, ao identificarem como será simples o processo, optou-se por estender a ferramenta aos usuários.
“Com o aplicativo, todos serão nossos olhos nos postos de combustíveis, o que empoderará o consumidor. Basta ligar o bluetooth para captar os dados da bomba e saber se há alguma inconsistência na assinatura digital. Quanto à transmissão, ela pode ser feita automaticamente, assim que se tiver acesso à internet”, finalizou Saboia. (Via: Agência Brasil)

Chuva aumenta no Nordeste nos próximos dias

O deslocamento de um cavado meteorológico nos níveis médios da atmosfera vai estimular a formação de nuvens muito carregadas pelo interior do Nordeste ao longo dos próximos dias. A Bahia, o Piauí, o Maranhão e o Ceará são estados que mais devem receber chuva.
O Nordeste do Brasil foi uma das Regiões do país onde mais choveu nos últimos dias. Fortes pancadas de chuva provocadas por grandes nuvens foram observadas em vários estados. Em alguns locais, a chuva causou estragos. A Climatempo alerta para mais eventos de chuva forte nos próximos dias e com potencial para novos problemas, mas desta vez em outras áreas.
Na Bahia, entre o fim de semana e a segunda-feira, a chuva é mais isolada. Pontualmente, até chove forte, principalmente no oeste do estado. No entanto, é principalmente entre os dias 20 e 21, terça e quarta-feira, que a chuva tende a ficar bastante concentrada no estado. A chuva será persistente e com potencial para acumular grandes volumes. Há expectativa para temporais.
Os próximos dias também serão bastante instáveis entre o Maranhão, Piauí e Ceará. A chuva se espalha sobre os três estados com moderada a forte intensidade e há risco de raios e rajadas de vento. Atenção com os volumes acumulados até o fim da semana.
As capitais Salvador, Fortaleza, Teresina e São Luís estão na rota dessa chuva mais intensa ao longo da semana.

Rede estadual retoma aulas presenciais nesta segunda-feira

Estão previstas para serem retomadas,nesta segunda-feira (19), as aulas presenciais da rede estadual para os cerca de 87 mil estudantes do 3º ano do Ensino Médio, Educação Infantil e Fundamental Anos Iniciais (1º ao 5º ano). No entanto, o retorno pode ser prejudicado por conta de um impasse.Apesar de o Governo do Estado garantir que o calendário está mantido, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) afirma que os profissionais começam hoje uma greve por tempo indeterminado, mesmo a Justiça tendo considerado o movimento ilegal.
No último sábado (17), motivado por uma ação da Procuradoria Geral do Estado, o desembargador Fábio Eugênio Dantas de Oliveira Lima estipulou multa diária de R$ 200 mil para o Sintepe, caso a categoria descumpra a decisão. De acordo com a presidente do Sindicato, Valéria Silva, o Departamento Jurídico da entidade irá recorrer da decisão. A categoria reivindica a vacinação de todos os profissionais da educação para só então as atividades presenciais serem retomadas.
“Estamos defendendo nos manter no trabalho remoto por conta da situação que a pandemia se encontra neste momento com altos índices de contaminação e letalidade. Não é hora de voltar para o presencial e entendemos que só deve ocorrer com a vacina. Não vale a pena colocar em risco as nossas vidas, dos estudantes, de seus familiares e da comunidade escolar como um todo para um retorno que não vai resolver tudo que se coloca do ponto de vista das perdas pedagógicas em todo esse período de pandemia”, disse.Segundo Valéria, a direção do sindicato vai se reunir para marcar uma nova assembleia para avaliar a greve e os próximos passos da categoria. Ela disse ainda que não há reunião agenda com o governo para uma nova rodada de negociação.
Em nota, a Secretaria de Educação e Esportes (SEE) afirmou que, dentro do processo de negociação e durante todo este período de enfrentamento à pandemia, sempre esteve apostando no diálogo como o caminho para construir um processo de retorno que pudesse beneficiar os estudantes e também atendesse as orientações das autoridades de saúde, para preservar também os professores e demais trabalhadores da educação.“Neste sentido, as unidades escolares da rede pública estadual foram preparadas desde o ano passado atendendo a todos os critérios estabelecidos no Protocolo Setorial”, diz a nota. Segundo a SEE, a decisão do retorno dos estudantes às escolas é das famílias, devendo ser oferecido o modelo virtual de ensino.
Calendário
Em 18 de março, as aulas presenciais em toda a educação básica de Pernambuco foram suspensas pelo Estado por conta do avanço da pandemia. Com a retomada das atividades econômicas, a rede privada reabriu as escolas no dia 5 de abril. Para os colégios da rede estadual, o retorno foi dividido em três etapas, com a primeira iniciando hoje. No dia 26 de abril poderão retornar às aulas presenciais os estudantes do 2° ano do ensino médio e dos 8° e 9° ano do ensino fundamental.Por fim, a rede pública de Pernambuco retomará aulas presenciais para alunos do 1° ano do ensino médio e 6° e 7° anos do ensino fundamental no dia 3 de maio. O calendário também autoriza as escolas das redes municipais retornarem de forma presencial a partir do dia 26 de abril.

DEVOCIONAL DO DIA - 19.04.2021

"Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar." 1 Coríntios 10:13
Reflexão: Ao enfrentarmos tentação, Deus nos promete duas coisas: livramento e força para suportar. Jesus nos deu o exemplo e mostrou que a tentação somente lhe sobreveio porquê Deus lhe deu poder para resistir. Deus nos prometeu este poder, porém, não devemos pensar que o livramento significa que não vamos ter que encarar os desafios, as necessidades e dificuldades. Pois nosso caráter é aperfeiçoado ao resistirmos a tentação e enfrentarmos os desafios. Deus providenciará o livramento para nós, mas ele também está interessado em desenvolver nosso caráter santo. O equilíbrio entre os dois é a obra de Deus. Decidir manter-se fiel é a nossa obra. (Romanos 5:1-5; 1 Pedro 1:7).
Oração: Te agradeço, querido Pai, por me dar livramento da tentação e o poder de enfrentá-la vitoriosamente. Por favor, perdoe-me pelas vezes que tenho sucumbido à tentação e pecado. Perdoe-me pelas vezes que não quero achar a porta de saída. Purifique-me e restaure-me ao serviço fiel ao Senhor e seu Reino. Em nome de Jesus. Amém.

Ônibus do TFD de Brejinho se envolve em acidente em Jabitacá

Prefeito de Brejinho confirmou que não houve vitimas fatais. Feridos foram levados para o Hospital Regional Emília Câmara

Um acidente foi registrado agora a pouco com o ônibus de Transporte Fora do Domicílio (TFD) de Brejinho.
Foi próximo ao distrito de Jabitacá, município de Iguaracy. O prefeito Zeinha Torres informou que não foram registradas vítimas fatais.
Os feridos foram para o Hospital Regional Emília Câmara.” Saíram quatro ambulâncias do nosso município levando os pacientes”, disse.
O prefeito de Brejinho, Gilson Bento, confirmou agora a pouco ao blog, que não houve vitimas fatais.
Ele também informou que o prefeito de Iguaracy, Zeinha Torres estava próximo do local e que providenciou o socorro das vítimas. “Zeinha enviou quatro ambulâncias para o local e socorreram os feridos para o Hospital Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira”, informou.
Ainda segundo Gilson, todos os passageiros estavam usando o cinto de segurança, o que segundo ele, evitou que o acidente acabasse de forma trágica.
Gilson não soube informar ainda quantos passageiros estavam no ônibus, mas diferente de informação anterior de que alguns passageiros teriam seguido viagem para o Recife, ele afirmou que todos foram para a unidade hospitalar. “Um desencontro fez com que dessemos esta informação de forma equivocada”, afirmou.
Ele também informou que a maioria dos feridos teve apenas escoriações e que somente dois passageiros tiveram lesões mais graves. “Uma mulher parece que fraturou a clavícula e outra está com dores abdominais intensas e está em observação. Todos foram levados ao Hospital Regional em Afogados”, informou. (Via Nill Júnior)

Paulo Câmara pode ser vice de Lula em 2022


Livre para disputar a presidência da República em 2022, o ex-presidente Lula, segundo informações divulgadas pela Veja, estaria inclinado a convidar o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, para ser o seu vice nas eleições do próximo ano. Paulo é o sucessor de Eduardo Campos, que foi ministro da Ciência e Tecnologia de Lula, com quem o ex-presidente nutriu excelente relação.
Por ser um nome nacional, Lula buscaria na política e dentro de um partido representativo, o PSB, o seu companheiro de chapa para enfrentar Jair Bolsonaro no próximo ano.

Ministério recomenda adiar gravidez após constatar que variante do vírus é mais agressiva em gestantes


O secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Raphael Câmara, disse que a variante do coronavírus no Brasil tem se mostrado mais agressiva em grávidas. A pasta recomenda postergar a gravidez nesse período crítico da pandemia.
A declaração foi dada em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (16). Apesar de não mostrar estudos que comprovem que a nova variante do coronavírus seja mais agressiva, ele disse que a pasta já está trabalhando nisso.
"Estudo nacional ou internacional não temos, mas a visão clínica de especialistas mostra que a variante nova tem ação mais agressiva nas grávidas. Antes, [a gravidade] estava ligada ao final da gravidez, mas, agora, vê uma evolução mais grave no segundo trimestre e até no primeiro trimestre."
Câmara disse que a recomendação é para que as grávidas avaliem postergar a gestação no período de pico pandêmico, como aconteceu no período da epidemia da zika no Brasil.
"Caso possível, postergar um pouco a gravidez para um melhor momento para que você possa ter a gravidez mais tranquila. É lógico que a gente não pode falar isso para quem tem 42, 43 anos, mas para uma mulher jovem que pode esperar um pouco, o mais indicado é esperar um pouco."
Na ocasião, ele anunciou uma portaria que destina R$ 247 milhões para apoiar estados e municípios para implementação de medidas para apoiar gestantes.
A quantia pode ser utilizada para hospedagem de gestantes e puérperas que não possuem condições de isolamento domiciliar. Como exemplo citou hotéis, casas de gestantes.
Além disso, o valor pode ser disponibilizado para reforçar a atuação das equipes de atenção primária para fazer a identificação precoce e monitorar gestantes com suspeita ou com casos confirmados de Covid-19. Ele também vai possibilitar o encaminhamento de gestantes para o pré-natal odontológico.
Como mostrou matéria da Folha, o número de mortes maternas por Covid-19 mais do que dobrou nas 13 primeiras semanas de 2021 em relação à média semanal do ano passado. Passou de 10,4 óbitos (449 mortes em 43 semanas de pandemia de 2020) para 22,2 nas primeiras semanas deste ano, com 289 mortes.
Embora estudos mostrem que a gestação e o pós-parto aumentam o risco de complicações e morte por Covid-19, no Brasil, o alto número de óbitos maternos associados à doença é atribuído, principalmente, à falta de assistência adequada.
Desde o início da pandemia, uma em cada cinco gestantes e puérperas (22,6%) mortas por Covid não tiveram acesso à UTI e 33,3% não foram intubadas, último recurso terapêutico para os casos graves da Covid-19. (Via: Folhapress)

Quase mil cidades temem falta de remédios do kit intubação, diz CNM


Em 975 cidades brasileiras, há risco de prefeituras e sistemas de saúde ficarem sem os remédios do kit intubação, usados no uso de suporte ventilatório de pacientes com covid-19, como anestésicos e neurobloquedores.
O total representa 33,2% das 2.938 cidades consultadas pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Desse total, 190 (6,5%) não responderam à psquisa e 1.773 (60,3%) disseram que não passavam por esse problema naquele momento.
Na semana passada, autoridades de 1.207 municípios relataram o temor de desabastecimento do kit intubação, o que equivalia a 38,1% dos entrevistados. Assim, houve queda tanto em números absolutos quanto no percentual da amostra analisada pelo estudo.
Oxigênio
Entre os municípios pesquisados, 391 prefeituras citaram a possibilidade de falta de oxigênio para atendimento aos pacientes com covid-19. O número corresponde a 13,3% das autoridades locais ouvidas. Não responderam à consulta 63 prefeituras (2,1%) e 2.484 (84,5%) disseram não haver risco de desabastecimento agora.
Assim como no caso do kit intubação, o resultado desta semana foi menor do que o da anterior, quando tal possibilidade foi relatada por 589 prefeituras, o equivalente a 18,7% dos ouvidos naquele levantamento. Na outra semana, o índice havia sido ainda maior, de 23,4%.
Vacinas
A pesquisa analisou pela primeira vez o registro e o envio de informações sobre casos e mortes decorrentes da covid-19. Entre as 2.938 autoridades municipais ouvidas, 2.317 (78,9%) disseram alimentar os dados no mesmo dia e 563 (19,2%) relataram só conseguir fazer o repasse em dias posteriores.
Das prefeituras consultadas, 413 (14,1%) informaram que só fazem a alimentação dos dados uma vez na semana, e 2.377 (80,9%) afirmaram que realizam o procedimento duas ou mais vezes na semana.
Sobre a atualização, 2.181 (74,2%) disseram que o envio dos dados é instantaneamente atualizado no sistema de informações do Ministério da Saúde e 598 (20,4%) relataram que isso não ocorre.
A CNM também questionou as prefeituras sobre o estoque da segunda dose de vacina, o que foi confirmado por 1.449 (49,3%) e negado por 1.426 (48,5%) das cidades que participaram da sondagem.
Entre os quase 3 mil municípios ouvidos, 2.852 (97,1%) informaram que poderiam aumentar o ritmo de vacinação se recebessem mais doses. Conforme a CNM, 1.516 (51,6%) disseram que os frascos não estão rendendo as 10 doses, mas 1.338 (45,5%) afirmaram que o recipiente garante este quantitativo de doses. (Via: Agência Brasil)

Governadores terão que explicar 16 milhões de doses não usadas

Na última quinta-feira, o Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia de Covid-19 (Giac), enviou um ofício a todos os governadores do país solicitando esclarecimentos sobre a diferença entre as quase 16 milhões de doses das vacinas enviadas aos estados e o total de doses realmente aplicadas em cada unidade federativa.
O documento, assinado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, e pela subprocuradora-geral da República e coordenadora finalística do Giac Célia Regina Souza Delgado, aponta que governo federal enviou 48.088.916 doses aos estados, mas 15.928.407 delas não foram aplicadas.
Foram enviados ofícios específicos para cada governador detalhando quantas doses foram enviadas e aplicadas em sua própria unidade federativa. O prazo para prestar os esclarecimentos é de 10 dias.

BA: Acusado de estuprar jovem homossexual para ‘ensiná-la a gostar de homem’ é condenado por 'estupro corretivo'

Foi condenado a oito anos e oito meses de reclusão, inicialmente em regime fechado, o homem acusado de estuprar uma jovem homossexual, após dar carona à vítima, na cidade de Planalto (BA). O caso foi enquadrado como “estupro corretivo”. A informação foi divulgada pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).
Após ficar cerca de quatro meses foragido, Jaimilton Alves foi preso em dezembro de 2019. O crime ocorreu na madrugada de 5 de agosto do mesmo ano.
A defesa de Alves teria recorrido ao TJ-BA pedindo a absolvição dele ou que ao menos fosse afastado o “estupro corretivo”, quando a pena é aumentada para os crimes contra a liberdade sexual, dentre eles o estupro.
Segundo o G1, a 2ª Turma da 1ª Câmara Criminal negou provimento à apelação e vetou o direito de Jaimilton Alves recorrer em liberdade ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal Federal (STF).
O crime
A vítima, de 21 anos na época, estava com quatro amigas em um bar e pegou carona com o acusado, pois já se conheciam. De acordo com a Polícia Civil da região, a jovem foi a última a ficar no carro com Alves, que teria passado em frente à casa dela, mas não parou o carro, dizendo que iria levá-la até à residência dele.
Conforme a decisão do TJ-BA, o acusado deu um soco na nuca da vítima após ela ficar nervosa. Já na casa dele, a arrastou pela blusa e pelos cabelos e, depois de ameaçá-la de morte, a obrigou a ficar nua e a colocar nele um preservativo.
O homem teria dito à jovem que a estava estuprando para ensiná-la a gostar dele, que era homem, mostrando uma conduta homofóbica.
Ao lado da mãe, a vítima foi até o Hospital Nilton Ferreira dos Santos após o crime. Segundo a polícia, o médico que atendeu a vítima fez um relatório constatando indícios de estupro.

Suspeito de matar delegado é morto dentro de ambulância em PE


O suspeito José Carlos de Santana, acusado de matar o delegado Anderson Liberato, de 32 anos, em Jataúba, foi morto a tiros na noite deste sábado (17) dentro de uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), em Caruaru, no Agreste de Pernambuco.
De acordo com a Polícia Civil, o mesmo havia sido baleado em Jataúba após atirar contra o delegado. Como ficou ferido, ele foi socorrido ao Hospital Regional do Agreste (HRA), em Caruaru.
À TV Asa Branca, o coordenador do Samu Regional, Pedro Henrique Gonçalves, informou que a ambulância foi abordada na BR-104 por um veículo no qual estavam homens armados. Segundo Pedro Henrique, o suspeito foi morto dentro da ambulância do Samu Jataúba das proximidades de uma área conhecida como Juriti, em Caruaru.
Ainda segundo o coordenador do Samu Regional, a equipe médica está bem e ninguém ficou ferido. A ambulância seguia para o HRA.

ENTENDA O CASO
De acordo com a Polícia Civil, José Carlos de Santana, de 43 anos, teria participação na morte do ex-candidato ao cargo de vereador, que inclusive, era seu tio, o jataubense José Edilson de Almeida Ramos, de 55 anos, no dia 8 desse mês.
O motivo da execução, uma suposta dívida financeira que a vítima teria contraído com o casal.
No momento em que cumpria os mandados de prisão contra o casal, o delegado Anderson Liberato, foi morto a tiros por José Carlos que também foi baleado. O delegado era titular da Delegacia de Polícia Civil de Brejo da Madre de Deus.
Elisângela Santana, esposa de José Calos, foi presa e apresentada no plantão da Delegacia de Polícia de Santa Cruz do Capibaribe, Agreste Setentrional do Estado.

PF prende Capitão da PMPE por roubo a Caixa Econômico em Pernambuco

Na noite deste sábado dia (17), por volta das 22:00, a PF estava monitorando uma equipe especializada em furto a caixas eletrônicos, tendo sido um dos veículos utilizado pela quadrilha interceptado nas proximidades de Igarassu, pela PRF. No veículo foi encontrado um cartão do Hotel Marantes. A informação foi repassada à equipe de campo do Polícia Federal, que realizou uma diligência naquele hotel, sendo encontrados três integrantes da quadrilha, dentre eles, o Capitão PM MARCOS VINÍCIUS BARROS DOS SANTOS.
Ainda segundo informações, com eles, foram encontrados os materiais utilizados para violar os caixas eletrônicos, bem como, uma quantia em dinheiro, ainda não informada.
Todos os envolvidos foram presos e encaminhados para a Sede da Polícia Federal para serem adotadas as medidas cabíveis. Vale salientas que o Capitão PM MARCOS VINÍCIUS BARROS DOS SANTOS já foi preso por fingir sequestro de família para roubar armas no 8º BPM em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco.

PE: Padrasto mata enteada e comete suicídio em seguida; corpos foram encontrados em carro


A Polícia Civil investiga a morte de um homem e de sua enteada de 12 anos, no município de Angelim, no Agreste de Pernambuco. Os corpos das vítimas foram encontrados na manhã desta sexta-feira (16) dentro de um veículo, às margens da PE-177. A polícia acredita que o homem matou a criança e, em seguida, cometeu suicídio.
Segundo a delegada Priscilla de Lima, a conclusão foi tomada após perícia realizada pelo Instituto de Criminalística. “Diante das evidências apresentadas no local do crime chegou-se à conclusão de que o padrasto teria desferido um disparo na cabeça da sua enteada e, posteriormente, teria cometido suicídio com disparo em seu peito esquerdo. Ainda não se sabe a real motivação do ocorrido, mas o caso seguirá sob investigação da Delegacia de Angelim”, afirmou a delegada.
De acordo com informações do Portal G1, as vítimas foram identificadas como Genivaldo Ferreira dos Santos, de 34 anos, e Juliana Rosângela da Silva, de 12.

Liberação dos corpos
Os corpos foram encontrados dentro de um veículo modelo Celta por populares que acionaram os policiais da Delegacia de Angelim, que, ao chegar no local, encontram os familiares das vítimas. Os corpos foram encaminhados para o IML de Caruaru, também no Agreste de Pernambuco.

Prima de menina morta pelo padrasto em Angelim denunciou homem por abuso sexual, aponta B.O

A prima da menina Juliana Rosângela da Silva, de 12 anos, que foi morta pelo padrasto, segundo a polícia, denunciou o homem por abusar sexualmente da enteada. O G1 teve acesso ao boletim de ocorrência, registrado no dia 27 de novembro de 2020. O corpo da menina foi encontrado junto com o do padrasto dentro de um carro em Angelim, no Agreste de Pernambuco, na manhã da sexta-feira (16).
Os corpos de Genivaldo Ferreira dos Santos, de 34 anos, e Juliana Rosângela da Silva, de 12, foram sepultados na manhã deste sábado (17) em Canhotinho, no Agreste de Pernambuco. Houve muita comoção no velório das vítimas, que aconteceu em uma funerária.
“No dia 13 de janeiro de 2021 ela fez 12 aninhos. Foi uma vida interrompida. Uma vida que tinha tudo pela frente, fazer uma faculdade, ser alguém na vida. Eu queria o bem da minha filha. Eu fui na delegacia de Canhotinho e fui no Conselho Tutelar”, disse o pai da menina, o vigilante Juliano da Silva, sem revelar o motivo pelo qual procurou a polícia e o Conselho.
À TV Asa Branca, a prima de Juliana, a agricultora Flaviana Cleunice, que realizou a denúncia por abuso sexual, afirmou que a morte da criança “era uma tragédia já anunciada”. “É um momento muito difícil, eu fui na delegacia quando soube dos acontecidos. Eu pedi socorro para salvar Juliana, mas eu não consegui”, disse.
A produção da TV Asa Branca entrou em contato com o Centro de Referência Especializado de Assistência (Creas), que informou que as demandas são sigilosas. Na reportagem, o pai e a prima da criança falaram que procuraram o Conselho Tutelar de Canhotinho. Por telefone, o Conselho confirmou que recebeu a demanda e realizou a orientação para que a família levasse o caso à Delegacia de Polícia Civil.

“Não existe mais grupo de risco para a Covid-19”, afirmam especialistas

Internação de jovens nas UTIs brasileiras atingiu recorde na pandemia. Em março, apenas 7% dos pacientes com Covid nas UTIs tinham mais de 80 anos, segundo levantamento da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib).
Se na primeira onda de Covid-19 os idosos eram considerados o grupo de risco, após um ano de pandemia, o perfil mudou. Um levantamento da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib) mostrou que, em março, 52% das internações nas unidades de terapia intensiva foram de pessoas com até 40 anos. A eportagem é de Mariana Garcia/G1.
Segundo três especialistas ouvidas pelo G1, no atual cenário da pandemia no Brasil, é correto falar que não temos mais grupos de risco para a doença, mas sim comportamento de risco.
“Em termos de adoecimento não existe mais grupo de risco. Hoje vemos um maior número de pessoas abaixo de 60, de 50 anos, sendo internadas. Isso ocorre muito por causa da exposição maior, quer seja para trabalho, quer seja nas reuniões e encontros”, explica Raquel Stucchi, infectologista da Unicamp e consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).
Ethel Maciel, epidemiologista e professora da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), reforça que todos estão em risco.
“Precisamos comunicar essa mudança no perfil dos pacientes com Covid-19. Com as novas variantes, os jovens estão adoecendo mais, estão internando mais, com a forma mais grave da doença, mesmo sem comorbidades”, alerta Ethel.
A infectologista do Hospital Emílio Ribas, Rosana Ritchmann, conta que, atualmente, atender pacientes com mais de 75 anos (grupo que já foi vacinado contra a Covid-19 no Brasil) é mais raro.
“Houve uma mudança muito grande na faixa etária. Hoje é exceção à regra eu atender pacientes acima de 75 anos. Os casos ainda existem, mas a imensa maioria dos pacientes dessa faixa acaba pegando a doença entre as doses de vacina”.
As especialistas explicam que as novas variantes promoveram uma mudança no perfil dos acometidos pela Covid-19. “Quando começaram a falar da variante na Inglaterra, eles notaram uma diferença no perfil. Pessoas mais jovens, inclusive crianças, adoecendo. Não tínhamos visto isso num primeiro momento”, diz Maciel.
Mas outros fatores podem ter colaborado para essa mudança, como o comportamento dos jovens na pandemia. “A variante pode ter sido um fator, mas quem está em contato com outras pessoas? Quem está no transporte público? Quem está trabalhando? Quem está indo para festas clandestinas? O jovem!”, alerta Richtmann.
A vacinação também pode ter ajudado para a alteração na faixa etária. Dados da Amib mostram que apenas 7% dos pacientes com Covid nas UTIs brasileiras em março tinham mais de 80 anos – uma queda de 42% na comparação com o acumulado dos três meses anteriores.
“Houve uma redução significativa na mortalidade nos idosos, principalmente nos que já completaram o esquema de vacinação. Ainda não zerou, porque alguns se contaminaram antes da proteção total, outros não tomaram a segunda dose ou não se vacinaram, mas mesmo assim houve uma diminuição muito expressiva da mortalidade neste grupo”, explica Stucchi.
Essa redução na mortalidade dos mais velhos reflete nos mais jovens. “Já estamos vendo uma diminuição de internação e óbitos no grupo que está sendo vacinado, o que aumenta a proporção de pessoas mais jovens internadas”, completa Maciel.
Vacinação e perfil dos prioritários
Mas se agora os jovens são os mais afetados, por que não iniciar a vacinação desse grupo? Maciel explica que o Brasil precisa finalizar a vacinação dos mais velhos, que foram os que mais morreram em todo o mundo desde o começo da pandemia.
“Precisamos finalizar a vacinação dos idosos e aí começaremos a vacinar o grupo mais jovem. Já vacinamos profissionais da saúde, de todas as idades. Também vamos começar a vacinar pessoas com comorbidades, a partir dos 18 anos, profissionais da educação, força de segurança, trabalhadores essenciais. A população mais jovem entrará nesses novos grupos”.
Stucchi lembra que os dados de mortalidade ainda têm um predomínio de pessoas acima de 60 anos (que ainda não foram vacinados no Brasil), mesmo com a redução.
“O objetivo da vacinação é diminuir a mortalidade, então você precisa vacinar primeiro quem morre mais. Quando pegamos os dados de mortalidade, pessoas com mais de 60 anos ainda estão no topo, assim como pessoas com comorbidades”.
“A letalidade dos idosos, se eles não tivessem vacinando, seria muito maior”, completa Richtmann. A infectologista explica que o mundo inteiro trabalhou com esses grupos prioritários.
“Nós temos que vacinar os idosos, pessoas com comorbidades, profissionais da educação, segurança, os motoristas de transporte público. Mesmo a gente vendo um número maior de jovens com a Covid-19 grave, isso não significa que eles têm um risco maior de morrer do que um doente renal crônico, por exemplo”.