Após o "papelão" e ser exposta na mídia "Fabiola" receberá apoio psicológico

Um vídeo viral se tornou assunto de reuniões na sede do Santander no Brasil, na Avenida Juscelino Kubitschek, no Itaim, na tarde desta terça (15). Por causa dele, a gerente de uma agência de um bairro nobre de Belo Horizonte, identificada como “Fabíola”, ficou reclusa em casa. Seus colegas receberam também trotes e telefonemas de curiosos. O episódio abalou a rotina de trabalho de todos naquela unidade.
As imagens que rodaram a internet mostram o flagra da bancária mineira que supostamente era infiel ao marido com um amigo da família em um motel em Contagem, na Grande BH. A discussão e as agressões foram filmadas e narradas por um outro conhecido do homem traído. Ele mostra a mulher e o amante acuados pelo cônjuge enfurecido. O episódio teria ocorrido na segunda (14).
Na terça (15), a mulher, identificada como Fabíola, ganhou uma série de perfis falsos no Facebook, com piadas, memes e até ameaças de haters (pessoas que fazem declarações de ódio na internet). “Ela é uma vítima, foi exposta publicamente ao ridículo e poderia processar o ex-marido e também o homem que a filmou por danos morais”, diz o advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay.
Procurada pela reportagem, Fabíola, o marido e o suposto amante não foram encontrados. Segundo a assessoria de imprensa do Santander, o banco vai dar todo o apoio para a funcionária. A empresa não confirma – até mesmo para preservar a privacidade de Fabíola -, mas comenta-se que ela poderá ser transferida de agência e receber assistência psicológica.
Veja São Paulo Online

Share/Bookmark

0 comentários: