Após um ano da Operação Paz no Sertão, Justiça deve ouvir policial acusado de mortes em Serra Talhada

Após um ano da Operação Paz no Sertão, deflagrada em março de 2015 pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Recife, a primeira audiência que deve ouvir o cabo da Polícia Militar, Cícero Valdevino da Silva, acusado de assassinatos na Capital do Xaxado, acontece nesta quinta-feira (31), no fórum local.
O DHPP apontou o cabo como integrante de uma quadrilha comandada pelo vereador assassinado no ano passado, Cícero Fernandes, o ‘Cição’, morto a tiros. Além dele, outros PMs também foram apontados e presos na operação como suspeitos de homicídios em Serra Talhada e cidades próximas.
Detido desde o dia 7 de maio de 2015, no Centro de Reabilitação da Polícia Militar (Creed), em Recife, Valdevino entrou em contato com o FAROL, através da família, e lamentou nunca ter sido ouvido por nenhuma autoridade desde a sua detenção. Por meio de uma carta aberta à sociedade, ele se declarou inocente das acusações e questionou o modos operandi da operação do DHPP.
“Desde o dia 7 de maio me encontro recolhido arbitrariamente sem que nunca fui ouvido por ninguém sobre tais acusações, tendo em vista que sempre estive com ocorrências na delegacia e nunca nada contra a minha pessoa foi imputado. E em apenas um mês e meio de investigação esses delegados, de forma injusta, tentam criar certas atribuições criminosas a minha pessoa”, escreveu Valdevino.
Do Farol

Share/Bookmark

0 comentários: