PF apreendeu minuta de contrato que potencializa vínculo de Lula com sítio

Josias de Souza / Uol
A Polícia Federal apreendeu no apartamento de Lula, em São Bernardo, uma minuta de contrato que reforça os vínculos do ex-presidente petista com o sítio de Atibaia, reformado por empreiteiras enroladas no petrolão. No documento, que não está assinado, Fernando Bittar, um dos proprietários formais do sítio, transfere a propriedade para Lula e a mulher dele, Marisa Letícia, pela cifra de R$ 800 mil —R$ 200 mil de entrada e outras três pacelas mensais de mesmo valor.
Deve-se a informação ao repórter Robson Bonin, de Veja. A minuta foi recolhida na batida policial feita por ordem do juiz Sérgio Moro em 4 de março, mesmo dia em que Lula foi levado para depor sob coerção. A força-tarefa da Lava Jato investigava a suspeita de que Lula é o verdadeiro dono do sítio, o que o tornaria beneficiário de favores monetários da OAS e da Odebrecht, construtoras que custearam reformas na propriedade.
Lula nega ser dono do sítio. Ele sustenta que utiliza o imóvel por cessão dos donos, entre eles Fernando Bittar.

Share/Bookmark

0 comentários: