Fundo do poço: Os Simpsons lançam episódio onde apoiam abertamente a homossexualidade

Após 27 anos insinuando, no último domingo o personagem Waylon Smithers, saiu do armário no episódio de Os Simpsons. O roteirista do desenho animado, Rbo LaZebnik, confessou ter escrito este capitulo para apoiar o seu filho de 21 anos, Johnny, que também é homossexual.
“Eu sou um cara de Midwestern, então eu não guardo minhas emoções dentro da manga, então pensei: “O que seria melhor maneira de dizer para meu filho que o amo senão escrever sobre isso no desenho?”, contou LaZebnik ao New York Post. Assistam abaixo o vídeo do episódio:
No episódio, intitulado “The Burns Cage” (A Gaiola de Burns), que foi exibido nos Estados Unidos e em breve será exibido no Brasil, Smithers percebe que seus sentimentos pelo senhor Burns não são correspondidos. Homer, em seguida tenta ajudar o Smithers a encontrar um amor utilizando a maior rede social gay do mundo, a Grindr.
LaZebnik, que teve a ideia dois ou três anos antes de propô-la na série, pediu ajuda ao seu filho para escrever o capitulo e inclusive perguntou como funciona o mencionado aplicativo. “Uma vez ele me enviou um e-mail e o assunto era: ‘Como funciona o Grindr?’ Fiz uma captura de tela, publiquei a imagem no Instagram e enviei a todos os meus amigos gays, que me fizeram ir muito”, contou Johnny, estudante de psicologia e cinema na Universidade Wesleyan de Connecticut. Além disso, LaZebnik, mostrou uma primeira versão do script ao seu filho, que ofereceu seus comentários e deu a aprovação.
Para o roteirista o desenvolvimento de tramas homossexuais, mesmo em desenhos animados, é importante “Às vezes a televisão pode ter um impacto real na forma como as pessoas pensam”, disse LaZebnnik, “eu definitivamente espero que tenha um impacto na vida amorosa de meu filho, não porque ele precise de minha ajuda”.
O próprio Johnny contou ao jornal americano que sua relação com seu pai não poderia ser melhor. “A relação entre eu e meu pai, felizmente não é uma grande revelação. Ele é incrivelmente tolerante. Estamos todos unidos, somos um pai heterossexual e filho homossexual”, afirmou.
Tanto é assim a relação deles, que no desenho Homer faz com Smithers, o que LaZebnik faz para tentar ajudar o seu filho em seus momentos altos e baixos amoroso. “O melhor de meu pai, e isto é algo que não ouvi que qualquer outro pai faz, é quando tenho uma decepção amorosa, ele me chama e certifica se estou bem“, disse Johnny.

Share/Bookmark

0 comentários: