Desativação de postos da PRF nas rodovias em Pernambuco preocupa motoristas

A falta de fiscalização adequada nas estradas federais em Pernambuco preocupa os motoristas, que reclamam da insegurança nas rodovias. Em quase seis anos, pelo menos cinco postos rodoviários foram desativados nas BRs que cortam o estado. A equipe de reportagem da TV Globo percorreu mais de 400 quilômetros em quatro rodovias (BR-101, BR-408, BR-428 e BR-232) e encontrou postos fechados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), sem nenhum agente fazendo a fiscalização.
Na cidade de Ribeirão, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, a construção do posto da PRF ficou pela metade, apesar de a obra ter recebido um investimento de R$ 1,3 milhão. Com isso, para encontrar uma unidade de fiscalização na BR-101, o motorista precisa andar pelo menos mais 100 quilômetros.
“Tem que ter mais fiscalização, mais polícia na estrada, porque eles ficam muito parados num canto, aí você passa naquela blitz e, mais na frente, é assaltado, como já aconteceu comigo, com meu colega de caminhão, com meu patrão e com outros colegas também”, conta o caminhoneiro Maurício Silvestre.
No Sertão do estado, o posto da PRF localizado no trecho da BR-428 próximo à cidade de Salgueiro também foi desativado para reforma. Quem sai de Petrolina com destino ao Recife encontra o único posto rodoviário abandonado, e o prédio sem manutenção já não serve mais aos motoristas.
Na BR-408, o posto da PRF próximo à cidade de Carpina, na Zona da Mata Norte, foi transformado em um escritório de fiscalização agropecuária, administrado pelo estado. Da polícia, só restaram os equipamentos de comunicação por rádio, que estão queimados há mais de três meses. Já o posto rodoviário na BR-232 se tornou, desde dezembro de 2015, uma unidade do Serviço Móvel de Urgência (Samu) após o prédio ter sido cedido pela polícia à Prefeitura.
Mais problemas
Os postos da Polícia Rodoviária Federal que funcionam apresentam outro problema: a falta de policiais. Na única unidade da PRF situada nos mais de 130 quilômetros que compreendem o trecho da BR-101 entre o Recife e a divisa com o Estado da Paraíba, dois policiais estão de plantão. Porém, quando eles precisam sair para atender a um acidente ou prestar assistência a um motorista, o posto fica fechado.
De viaturas com defeitos, motos e carros apreendidos deixados ao relento, os postos visitados pela reportagem estavam cheios. A insegurança torna-se, então, uma companheira constante de viagem para os motoristas. “Eu me sinto inseguro porque, do jeito que estão à violência e os assaltos, a gente tem até medo. À noite, eu não viajo por conta da insegurança e da falta de policiamento”, afirma o comerciante Luciano Vicente de Oliveira.
Resposta da PRF
A Polícia Rodoviária Federal informou que existem seis delegacias e 14 postos funcionando em Pernambuco. Ainda segundo a PRF, o posto em Salgueiro vai reabrir ainda em outubro. Já a unidade localizada na cidade de Ribeirão será aberto em janeiro de 2017. Com relação à insegurança, a corporação garantiu que faz operações com as polícias Civil e Militar no estado.

Share/Bookmark

0 comentários: