Padre de Tamandaré desabafa sobre aumento de violência na mata-sul pernambucana e acusa acordos políticos à cargos de segurança no estado

Padre Arlindo (pároco de Tamandaré-PE)
O aumento da criminalidade e da falta de segurança que vem acontecendo no interior pernambucano, mais precisamente nas cidades de São José da Coroa Grande, Barreiros e Tamandaré tem preocupado, principalmente os líderes religiosos da região da mata sul de Pernambuco.
Conforme é do conhecimento de todos, pelo que já foi mostrado nas mídias tradicionais e alternativas, essas três cidades interioranas vivem dias de terror nestes últimos tempos. Em Barreiros, cerca de trinta bandidos fortemente armados praticaram verdadeiro terror na madrugada, arrombando dois bancos, Bradesco e Caixa Econômica Federal, duas lojas de celulares e uma de cosméticos, no centro da cidade, além de intimidarem com armamento pesado a polícia militar e civil, que acuados, nada puderam fazer para proteger os populares.
Em Tamandaré, todos os dias, praticamente, temos um noticiário ruim sobre a falta de segurança. Assaltos, homicídios ou tentativas de homicídios, tem sido uma constante. E tanto lá, quanto aqui em Barreiros, o número de policiais nas ruas é de praticamente um policial para cada dez ou doze mil pessoas. A falta de segurança é tanta que o Pároco da Igreja de Tamandaré, Padre Arlindo, nesta última sexta-feira, desabafou, extremamente preocupado com a situação.
Em um áudio que está rolando nos principais grupos do Whatsapp, o Padre Arlindo informa que autoridades oficiais são cargos políticos para manter o sistema e falar bem do governador.
- "Todos sabem... todos os oficiais sabem que autoridades oficiais são cargos políticos para manter o sistema e falar bem do governador. Quanto mais falar do governador e tiver... conhecimento político você aumenta... sai de tenente para capitão, sai de capitão para major, sai de major para coronel para manter o sistema." desabafou o Padre Arlindo, que completa "Qual é o coronel que está lá no governo do sistema que pode falar mau?"
No áudio, que está sendo reproduzido como um vírus, o Padre Arlindo reclama que muitos dos cargos são "doados" à certas pessoas à base de regalias, o que trás para o estado um resultado preocupante, já que ao defenderem seus cargos os "ditos oficiais" tendem à não cumprir com seu dever para com a sociedade, como de fato se deve.
-"Por que você não tem conhecimento político que sustenta a mentira social, que sustenta essa fragilidade social, que sustenta essa grande mentira social... esse cargo puramente político, não são cargos conquistado à partir de seu trabalho. E você é vítima desse proprio sistema". Finaliza Padre Arlindo.
Padre Arlindo, pároco de Tamandaré, ficou conhecido quando sua igreja, Paróquia de São Pedro, foi arrombada e o mesmo, junto com a população daquela cidade foi ás ruas, em protesto solicitando das autoridades providências cabíveis. Sua ação levou as autoridades à prenderem os infratores em tempo record.

Share/Bookmark

0 comentários: