PREFEITURA DE CARNAÍBA

Fim da violência? Governador deixa nota sobre rapaz que cobrava o fim de violência e que foi morto pela PM.

Por meio de nota, o governo do estado lamentou a morte: "O governo do estado de Pernambuco lamenta profundamente o falecimento de Edvaldo da Silva Alves. O governo reafirma o seu firme compromisso de desautorizar e impedir qualquer abuso de força por parte das polícias do estado. Toda ocorrência será tratada com a firmeza e responsabilidade necessárias. A apuração do ocorrido está em andamento, estando os policiais envolvidos no caso sendo devidamente investigados. Por meio da Secretaria de Saúde do Estado, foi prestada toda assistência médica qualificada a Edvaldo desde o momento do seu atendimento. O Governo do Estado se solidariza com os familiares e os amigos de Edvaldo. E fará o que estiver ao seu alcance para que todo o episódio seja esclarecido e que a Justiça seja feita".
Ainda na manhã desta terça-feira, durante solenidade de troca de comando de diretorias da Polícia Militar, o governador Paulo Câmara falou sobre a morte do jovem. "Primeiro, a gente lamenta profundamente o falecimento desse jovem. Já determinei que a Procuradoria Geral do Estado busque meios jurídicos para o mínimo de reparação junto à família desse jovem. Ao mesmo tempo, já cobrei no âmbito da Polícia Militar e da Secretaria de Defesa Social que a apuração desse episódio seja concluída, para que a gente possa apurar o que realmente aconteceu e punir as falhas que ocorreram essa questão. A gente não pode admitir que casos como esse voltem a e repetir no estado de Pernambuco", disse Câmara.
Sobre o falecimento:
Morreu na madrugada desta terça-feira, no Hospital Miguel Arraes (HMA), em Paulista, Edvaldo da Silva Alves, de 19 anos. O jovem havia sido baleado por um policial militar durante uma manifestação contra a violência no município de Itambé. Ferido na coxa, ele foi submetido a várias intervenções, a sessões de hemodiálise e passou a respirar com ajuda de aparelhos.
De acordo com boletim divulgado esta manhã, o paciente apresentou uma piora clínica na tarde de ontem e faleceu à 0h14 desta terça-feira. O corpo está sendo encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML). No boletim de saúde divulgado na manhã de ontem, a equipe médica atestava que Edvaldo, internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o dia 17 de março, apresentava uma melhora lenta, mas progressiva no quadro respiratório, e a cada dia precisava menos do suporte mecânico de respiração. No entanto, Edvaldo vinha apresentando febre, o que representava ainda um quadro não resolvido de infecção e por isso continuava utilizando antibióticos. 
 

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: