PREFEITURA DE CARNAÍBA

Comissão de Cidadania: Alepe deve apoiar buscas por assassino da menina Beatriz

A Assembleia Legislativa vai apoiar as buscas pelo assassino da estudante Beatriz Angélica Mota, 7 anos, morta com 42 facadas dentro de uma escola em Petrolina. Um vídeo sobre o caso – ocorrido em dezembro de 2015 – poderá ser produzido com apoio da Casa, que também deverá colaborar para aumentar o valor da recompensa por informações via Disque-Denúncia. A iniciativa foi anunciada durante reunião da Comissão de Cidadania, nesta quarta (24), quando a família da vítima e a delegada do caso foram ouvidas a pedido do deputado Odacy Amorim (PT).
À frente da investigação do caso há um ano, a delegada Gleide Ângelo considerou que o apoio será “muito importante para solucionar o crime”. “Foi justamente isso que viemos buscar. Precisamos dar projeção nacional ao que ocorreu em Petrolina, porque acreditamos que o assassino não está mais no nosso Estado”, destacou. O crime ocorreu durante uma festa realizada no dia 10 de dezembro de 2015, dentro do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, onde Beatriz estudava. O inquérito está no Ministério Público de Pernambuco (MPPE).
Além da delegada, familiares compareceram à reunião. Um protesto em frente do MPPE será realizado nesta tarde. “Há 531 dias, nossa vida perdeu o sentido. Há um espaço que não pode ser preenchido”, disse Sandro Romilton, pai de Beatriz. “Temos imagens de quem realizou essa brutalidade. Precisamos da ajuda de todos para que o assassino seja encontrado e impedido de destruir outras famílias”, clamou Lucinha Mota, mãe da vítima.

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: