PREFEITURA DE CARNAÍBA

Filme pernambucano é reconhecido como melhor longa de 2017

O filme pernambucano A Princesa do Beco e o Lampião Cromado, rodado em favelas do Recife, foi reconhecido como Melhor Longa de 2017, em festival realizado nos Estados Unidos. O título foi dado pela Subversive Cinema Society em Los Angeles, na California. “Procuramos honrar e reconhecer filmes audaciosamente originais. Premiamos filmes que desafiam o gênero e a categorização, quebram as fronteiras, desafiam pré-concepções e experimentam completamente a arte do filme narrativo”, publicou a Sociedade em seu site, elogiando o filme por sua visão original e única.
O filme é dirigido pela catarinense Rita de Cácia da Silva e pelo norte-americano Kurt Shaw, idealizadores do projeto FavelaNews, um canal feito para retratar a vida nas favelas do Recife e Olinda com histórias dos moradores e oficinas para crianças e adolescentes. A produção foi toda filmada às margens do canal do Arruda e retrata as favelas da Zona Norte do Recife como ninguém nunca viu.
No longa, Severina, uma garota de dez anos, conta a história de duas favelas rivais e do herói Okado. O rapaz é convidado para interpretar um gangster em uma novela e descobre quem é o responsável pela rivalidade entre os dois reinos: um policial corrupto apelidado de Galego, representado na imaginação da criança como um dragão. Para tentar resolver o problema, ela se arrisca para conseguir a rabeca mágica, que transforma briga em dança, mas enfrenta desafios, pois o instrumento está nas mãos do líder do – até então – campo rival.

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: