PREFEITURA DE CARNAÍBA

Vereador quer tombar coreto onde Edir Macedo começou a IURD

“Com teclado, microfone e uma bíblia, o jovem Macedo todos os sábados subia os sete degraus do coreto e pregava para poucos”, recorda João Mendes de Jesus.
O vereador João Mendes de Jesus (PRB) apresentou na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro um projeto no qual propõe o tombamento por interesse “religioso” de um coreto localizado no Jardim do Méier na Zona Norte da cidade.
O parlamentar, que também é bispo Igreja Universal, justificou a iniciativa alegando que o local faz parte da história da igreja, onde o bispo Edir Macedo (líder da IURD) iniciou suas pregações do evangelho na década de 70.
O texto foi publicado na edição de terça-feira (04) no Diário Oficial da Câmara dos Vereadores.
João colocou na publicação trechos da letra da canção “Segura na Mão de Deus” e esclareceu a homenagem relatando que ali foram depositadas “as sementes da fé(…) como as pregações simples realizadas ali pelo jovem Macedo” que “mudaram a vida das pessoas”. Ele ainda acrescenta que o gesto também procura celebrar os 40 anos de fundação da instituição religiosa.
“Tudo começou em um coreto no subúrbio do Rio de Janeiro. Com teclado, microfone e uma bíblia, o então pastor Edir Macedo Bezerra ia todos os sábados ao bairro do Méier. Subia os sete degraus do coreto e pregava para poucos”, recorda bispo João.
Ele ainda ressalta que a mãe de Macedo teve papel fundamental nessa história. “Eram os primeiros passos da Igreja Universal, que teve como principal incentivadora a senhora Eugênia, mãe do hoje, bispo Edir Macedo”.
Na mesma edição do Diário Oficial da Câmara, João Mendes apresenta um projeto para incluir o Dia da Igreja a Luz do Mundo no calendário oficial da cidade. A data deve ser festejada todo dia 20 de junho, quando o primeiro templo pentecostal da igreja foi inaugurado.
O coreto do Jardim do Méier foi tombado em 1985 pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), entretanto, em caráter de importância cultural. Com informações de O Globo

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: