Filho de Iguaracy, vereador Arimatéia pode disputar prefeitura do Cabo de Santo Agostinho

Ao centro com o pai Manoel Gerônimo e irmãos Kenndy e Eliodoro Daltino na ocasião das festividades dos 55 anos de Emancipação Política de Iguaracy, onde receberam uma homenagem do prefeito do município, Zeinha Torres.
O vereador do Cabo de Santo Agostinho, Arimatéia - PSDB, (ao centro na imagem acima), vem sendo estimulado por empresários, lideranças comunitárias e religiosas, além de alguns deputados a disputar a prefeitura do Cabo em 2020.
Arimatéia hoje é o principal personagem da oposição ao governo municipal, uma vez que seu grupo político saiu dizimado das urnas no ano passado.
Ele não entrou, por exemplo, na lista dos vereadores que tiveram seus mandatos suspensos pela Justiça por suspeitas de contratação de “funcionários fantasmas” para a casa. Também pediu instalação de comissão para apurar as denúncias contra o prefeito Lula Cabral (PSB), preso em 19 de outubro por suspeita de participar da transferência de R$ 92,5 milhões do Instituto de Previdência do Cabo (Caboprev) para um fundo de investimento composto por ativos de risco.
Em setembro, passou por um susto quando teve a casa assaltada. Objetos, documentos e cartões de crédito foram levados por dois homens. Após a fuga, um deles foi detido pelo Grupamento de Apoio Tático Itinerante.
De acordo com Arimatéia, a ocorrência teve início quando o filho dele, de 26 anos, chegava na residência da família, no bairro da Charneca, e foi abordado por bandidos, que o agrediram. Os homens obrigaram o biólogo a abrir as portas da casa.
José de Arimatéia Gerônimo Santos tem 56 anos e é professor por formação, daí o registro em campanha como Professor Arimatéia. É filho do líder sindical Manoel Gerônimo, nascido em Iguaracy. Na última eleição obteve 2.136 votos, sendo o 11º mais votado. (Nill Júnior)