Decreto de Bolsonaro facilita porte de armas para advogado, político, caminhoneiro e repórter policial

Um decreto do presidente Jair Bolsonaro publicado nesta quarta-feira (08) facilita o porte de arma para profissões como advogados, caminhoneiros, oficial de justiça, conselheiro tutelar, agente de trânsito, residente de área rural, funcionários de empresas de segurança, profissionais de imprensa que atuem na cobertura policial e políticos eleitos.
O Estatuto do Desarmamento prevê que é preciso ter 25 anos, comprovar capacidade técnica e psicológica para o uso de arma de fogo, não ter antecedentes criminais, não responder a inquérito ou a processo criminal, ter residência certa e ocupação lícita.