Enfermeira esclarece fato ocorrido na UBS de Jabitacá. Disse que a unidade está sendo vítima de politicagem e que não vai deixar barato!

As informações abaixo prestadas, foram feitas pela enfermeira responsável pela UBS de Jabitacá, Socorro Borborema, em resposta ao que informou um blog da cidade, já bastante conhecido por suas fake news, que tem como único objetivo se auto promover politicamente, haja vista que tal blogueiro (suposto escritor das matérias), ensejar que o seu nome seja apoiado pelo ex-prefeito da cidade que perdeu a eleição passada para a atual gestão.
Tal blog, estaria afirmando que a paciente conhecida por Dona Carmem, perdeu o dedo do pé após negarem troca de curativos na UBS do distrito.
Segundo Socorro Borborema, as pessoas deveriam fazer política partidária envolvendo outras questões, não a saúde. Para se culpar uma UBS por determinados agravos a saúde, deveriam se embasar! Estudar as patologias e ver o curso delas. Procurar fatos reais e lembrar-se que todos os procedimentos realizados na UBS tem registro, prontuário e Cartão do SUS!
"Eu como enfermeira coordenadora dessa equipe vou levar essas denúncia a frente!" disse Socorro que realçou que a UBS não irá ficar de braços cruzados deixando pessoas politiqueiras acabarem com o trabalho que vem realizando.
Ainda segundo Socorro, assim que o médico terminou de realizar a palestra sobre o "Outubro Rosa", atendeu a senhora Carmem e prestou todos os cuidados cabíveis a uma UBS.
A enfermeira informou ainda, que mesmo a paciente não sendo da área de abrangência da UBS de Jabitacá, foi prontamente atendida, assim como todos que procuram a unidade são atendidos e medicados, "nunca negamos atendimento a ninguém", disse.
Sobre a questão que foi levantada entre emergência e urgência, Socorro disse que a principal diferença entre esses dois estados é que uma emergência apresenta ameaça imediata para o bem-estar, enquanto a urgência é uma ameaça em um futuro próximo, que pode vir a se tornar uma emergência se não for solucionada.
A enfermeira realçou que pelas normas de saúde, a paciente se encontrava em estado de urgência, e que todos os procedimentos foram realizados, não faltando nada para a mesma.
Socorro ressaltou que existe todo um processo para que um membro de um paciente com diabetes venha a necrosar, e para que seja esclarecido, não seria a forma de ser atendida, por "urgência ou emergência", que faria com que a paciente tivesse seu dedo do pé amputado e que isto não acontece da noite para o dia.
Finalizando, Socorro Borborema que prestou as informações via redes sociais, disse que também está a disposição na UBS de Jabitacá para todos que quiserem maiores esclarecimentos.