Sicoob não aderiu aos requisitos da Prefeitura de Iguaracy. “Estamos tratando de dinheiro público”, disse secretário.

Permanecer no mínimo por 2 anos no município, pagamento dos servidores no mesmo dia da transferência e implantação de mais um caixa eletrônico, foram algumas das exigências da Prefeitura de Iguaracy para fechar contrato com o Sicoob.
O Secretário de Administração de Iguaracy, Marcos Henrique, falou hoje ao programa Manhã Total sobre o fechamento da agência Sicoob do município. De fato, a agência amanheceu fechada esta manhã.
“Pra nós, nada chegou oficialmente. Agradecemos ao Sicoob que tem serviço prestado. Mas precisa ter segurança em se tratando de uma folha de quase R$ 1 milhão. A prefeitura deu total apoio para a agencia vir”, disse.
Segundo ele, folha e tributos estavam sendo repassados para o Sicoob. “Porém, a assinatura de um contrato precisa de compromissos dos dois lados. Estamos tratando de dinheiro público”.
Na última sexta seria assinado o convênio. Em fevereiro as contas foram abertas no Sicoob. Mas, diz Marcos, a negociação travou segundo ele por que o banco não atendeu algumas exigências. Uma delas, permanecer no mínimo por 2 anos no município. “Como estou migrando uma folha de quase R$ 1 milhão e o banco não assume essa responsabilidade?”
Outra foi a implantação de mais um caixa eletrônico e condições de pagamento dos servidores no mesmo dia da transferência. Marcos disse que, apesar de a agência ter fechado as portas hoje, considera que por não ter havido comunicação oficial ainda há margem para negociar sua reabertura. “Estamos abertos”, disse em nome da gestão Zeinha Torres.
Segundo o PE Notícias, o presidente do banco Sicoob, justificou que o banco está passando por ajustes e as agências deficitárias seriam fechadas. Disse que as exigências por parte da prefeitura foram além das expectativas, e que os clientes da agência de Iguaracy irão se incorporar a carteira de clientes da agência Afogados da Ingazeira.
Nill Júnior e PE Notícias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO GOVERNO DE IGUARACY