Contágio do coronavírus não cai, e governo anuncia recuo na reabertura da economia em 85 cidades do interior de Pernambuco

85 municípios do interior de Pernambuco, nas regiões Agreste, Zona da Mata Sul e Norte (veja a lista completa no fim da reportagem), não vão avançar, na próxima segunda-feira (15/06), para a terceira etapa do plano de reabertura gradual da economia.
Segundo o Governo de Pernambuco, as cidades das regiões de Palmares, Goiana, Caruaru e Garanhuns não mostraram tendência de queda no número de novos casos e apresentaram um aumento na demanda por leitos de terapia intensiva (UTI).
A determinação é que esses municípios mantenham fechados o comércio de rua e atividades como salões de beleza e estética. Inicialmente, esses segmentos iriam retornar a partir da próxima segunda-feira (15), com novos protocolos sanitários e de prevenção à covid-19.
Segundo a gestão estadual, foram analisados dados de saúde de Pernambuco. A conclusão do estudo foi de que as 85 cidades (veja a lista completa no fim da reportagem) precisam manter as restrições por, pelo menos mais uma semana.
“Os dados de saúde de Pernambuco, de uma maneira geral, apontam para uma queda no número de óbitos e casos do coronavírus. Infelizmente nas regiões de Palmares, Goiana, Caruaru e Garanhuns isso não se apresenta da mesma forma. Por isso, vamos agir com a cautela necessária e manter as restrições”, disse o governador.
O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, destaca também um aumento na demanda por leitos de UTI em quatro regiões do interior. “A pressão sobre o sistema de saúde que teve uma diminuição acentuada na Região Metropolitana do Recife não se repetiu nessas regionais. Nosso monitoramento é diário e, por isso, precisamos manter o isolamento nesses municípios para conter a disseminação da doença”, disse André Longo.
O Governo de Pernambuco também anunciou que Caruaru, Garanhuns, Goiana e Palmares irão receber ações das Secretarias de Desenvolvimento Social e de Prevenção, em parceria com as prefeituras, para distribuição de máscaras de proteção, cestas básicas e produtos de higiene, além de atenção para grupos vulneráveis, como idosos e pessoas em situação de rua.
Lista das cidades que não vão avançar na flexibilização das atividades
Região de Palmares – 22 municípios: Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré, Xexéu.
Região de Caruaru – 32 municípios: Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim, Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Felix, Caruaru, Cupira, Frei Miguelinho, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Jurema, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Uma, São Caetano, São Joaquim do Monte, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertentes.
Região de Garanhuns – 21 municípios: Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmerina, Paranatama, Saloá, São João, Terezinha.
Região de Goiana – 10 municípios: Goiana, Aliança, Camutanga, Condado, Ferreiros, Itambé, Itaquitinga, Macaparana, São Vicente Ferrer, Timbaúba.
Blog de Jamildo

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO GOVERNO DE IGUARACY