Infectados pelo coronavírus podem ter se curado sem desenvolver anticorpos

Estudos realizados na Alemanha, nos Estados Unidos e em Cingapura indicam que as células T podem levar à cura de pacientes infectados pelo novo coronavírus sem que estes cheguem a desenvolver anticorpos. Desse modo, podem ser inúteis testes que detectam a presença de anticorpos mesmo para quem comprovadamente contraiu a covid-19.
As informações são de reportagem do jornal britânico The Telegraph. As células T são a parte 2 de uma resposta trifásica à infecção. O vírus começa a se ligar a receptores nas membranas mucosas na parte posterior do nariz e da garganta. Nesse ponto, com a detecção de uma proteína estranha no corpo, a 1ª fase imune entra em ação. As chamadas células imunes “não específicas”, que respondem a qualquer invasor instantaneamente, começam a atacá-la.
Se não puderem, o backup é chamado: células T.
O envolvimento das células T na resposta do corpo à covid-19 não ficou claro até que 1 par de estudos recentes, 1 alemão e norte-americano, confirmaram sua presença na recuperação de pacientes.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO GOVERNO DE IGUARACY