https://www.facebook.com/pg/saudeiguaracy/posts/?ref=page_internal

Santander e mais 15 Bancos europeus se unem para acabar com dinheiro físico

O Santander e mais 15 bancos europeus se uniram em uma iniciativa que pretende unificar o sistema de pagamento na Europa.
O objetivo da EPI é criar uma solução de pagamentos pan-europeia unificada, baseada em pagamentos instantâneos, dinheiro digital e pagamentos P2P.
Segundo o comunicado “alavancando a Instant Payments / SEPA Instant Credit Transfer (SCT Inst), oferecendo um cartão para consumidores e comerciantes em toda a Europa, uma carteira digital e pagamentos P2P”.
Reprodução Cointelegraph
Os bancos declararam que pretendem que seu sistema seja o único na Europa. O EPI oferece uma solução de pagamento digital que pretende substituir o cenário fragmentado que ainda existe.
“A solução visa se tornar um novo meio de pagamento padrão para consumidores e comerciantes europeus em todos os tipos de transações, incluindo lojas, on-line, saques em dinheiro e “ponto a ponto”, além das soluções existentes de esquemas de pagamento internacional”, declara o comunicado.
A solução do EPI também visa eliminar o uso do dinheiro físico, principalmente por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus.
“Além disso, a crise do Covid-19 sublinhou a necessidade de uma solução europeia unificada de pagamentos digitais (…) O EPI beneficiará, em primeiro lugar, os cidadãos europeus, possivelmente impulsionando a inovação no mundo dos pagamentos. Mais de 50% das transações de pagamento de varejo na Europa ainda são feitas em dinheiro hoje”, destacou.
Segundo as instituições financeiras do EPI, espera-se que a solução seja lançada já em 2022.
Os bancos que participam do EPI, já criaram uma sede na Bélgica para estabelecer o roteiro técnico e operacional. Outros prestadores de serviços de pagamentos estão sendo convidados a participar da iniciativa.
“Outros prestadores de serviços de pagamento são convidados a participar da iniciativa. Até o final de 2020, uma janela permanece aberta para os participantes do mercado europeu, bancos individuais ou sindicatos bancários, bem como prestadores de serviços de pagamento de terceiros, para solicitar e ingressar na EPI como fundador. Espera-se que o EPI entre na fase operacional em 2022”, conclui o comunicado.