Reino Unido encontra segunda mutação do coronavírus com maior risco de contágio

O governo do Reino Unido anunciou, nesta quarta-feira (23), ter encontrado uma segunda mutação do coronavírus com maior risco de contágio, e anunciou que mais partes do país entrarão em lockdown. Até agora, foram identificados dois casos da segunda nova cepa.
Matt Hancock, ministro da Saúde, afirmou que esta nova variante do vírus é originária da África do Sul e difere da mutação que havia sido descoberta neste sábado.
"Esta nova variante é altamente preocupante, porque é ainda mais transmissível, e parece ter mutado ainda mais do que a nova variação encontrada no Reino Unido [no sábado]", afirmou Hancock.
Mutações em vírus, no entanto, são corriqueiras. Conforme o patógeno se reproduz, as novas versões possuem detalhes levemente diferentes das anteriores. Com o tempo, variações mais eficientes acabam se proliferando mais.
"As duas [cepas] parecem ser mais transmissíveis. Nós temos mais evidências da variante encontrada primeiro no Reino Unido, porque estamos estudando ela com grande detalhamento. Ainda estamos aprendendo sobre a variação da África do Sul", declarou Susan Hopkins, do departamento de Saúde Pública da Inglaterra.