Mesmo com vacina, só uso de máscaras e distanciamento podem frear pandemia


A boa notícia do início da vacinação no Brasil não deve surtir efeito tão cedo na pandemia de covid-19 no país, revela estudo do Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde (IHME), da Universidade de Washington (UW).
O IHME projeta diferentes cenários e defende o uso de máscara e as medidas de distanciamento social para atrapalhar o espalhamento do novo coronavírus. No cenário atual, afirmam especialistas, a adoção ampla de máscaras de qualidade pode fazer diferença na queda da mortalidade.
De posse do estudo, o pesquisador do Laboratório de Virologia do Instituto de Medicina Tropical da Faculdade de Medicina da USP José Eduardo Levi avalia como “otimista demais” o cenário apresentado.
“Já temos mais de 233 mil mortes, com média diária acima de 1.000”, lembra. “Esse número não vai cair tão cedo, pode até subir”.
Nesse ritmo, avalia, o Brasil pode começar março com 255 mil mortes.