Prova de vida do INSS volta em maio; veja o calendário


Suspensa há quase um ano por conta da pandemia de covid-19, a prova de vida dos aposentados e pensionistas Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) voltará a ser exigida a partir de maio deste ano. A cobrança, por sua vez, será feita de forma escalonada, até novembro, para evitar aglomerações nas agências bancárias.
O calendário de retomada das provas de vida foi divulgado nesta sexta-feira (26) pelo INSS, por meio da Portaria nº 1.278, publicada no Diário Oficial da União. E, se não for cumprido, pode levar ao bloqueio dos benefícios dos aposentados e pensionistas do INSS. “A partir da competência maio de 2021, o bloqueio resultante da falta de prova de vida aos beneficiários residentes no Brasil seguirá de forma escalonada”, informou o INSS.


Com isso, milhões de aposentados e pensionistas precisam se organizar para voltar a fazer a prova anual de vida nas agências bancárias. Afinal, o rojeto da prova de vida digital, anunciado nesta semana pelo governo, ainda está em uma fase piloto. Logo, está disponível para um grupo restrito, de 5,3 milhões de beneficiários do INSS.
Para evitar aglomerações dos aposentados e pensionistas, que em sua maior parte integram o grupo de risco da covid-19, contudo, o calendário da prova de vida foi escalonado de acordo com a data de vencimento da comprovação de vida.
Em maio, por exemplo, apenas os aposentados e pensionistas que tinham que ter feito a prova de vida em março e abril do ano passado devem se dirigir a uma agência bancária. Já em junho, é a vez de quem deixou de fazer a prova de vida em maio e junho do ano passado. E assim por diante, com duas competências por mês.