Governadores alertam para risco de estímulos a motins policiais

Governadores de 16 estados do Brasil assinaram carta, divulgada nesta segunda-feira (29), onde condenaram fake news que visam criar a instabilidade institucional, assim como estímulos a motins policiais, registrados neste domingo entre a Polícia Militar da Bahia, por autoridades federais.
“Estimular motins policiais, divulgar Fake News, agredir Governadores e adversários políticos, são procedimentos repugnantes, que não podem prosperar em um país livre e democrático”, escreveram os governadores.
Também nesta segunda-feira a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) causou polêmica ao fazer publicação em rede social onde estimulou os motins da polícia da Bahia, desrespeitando as ordens do governador Rui Costa (PT), e defendeu um agente da tropa que abriu fogo em um ponto turístico de Salvador.
A deputada apagou a publicação logo em seguida, afirmando que se comoveu com as imagens do policial sendo morto. Ela também falou que aguardaria as investigações do caso.
Em recado à deputada, os governadores frisaram mentiras e incitações de autoridades federais. “Conclamamos o Presidente da República, os Presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, bem como o Presidente do Supremo Tribunal Federal, para que adotem todas as providências de modo a coibir tais atos ilegais e imorais”, pediram.
A carta é assinada por 16 governadores do estado, incluindo João Doria (PSDB), Rui Costa (PT), Eduardo Leite (PSDB) e Ronaldo Caiado (DEM). Veja abaixo todos os governadores signatários da carta.
Governadores que assinaram:
Rui Costa – Bahia
Flávio Dino- Maranhão
Helder Barbalho – Pará
Paulo Câmara – Pernambuco
João Doria – São Paulo
Ronaldo Caiado – Goiás
Mauro Mendes – Mato Grosso
Eduardo Leite – Rio Grande do Sul
Camilo Santana – Ceará
João Azevêdo – Paraíba
Renato Casagrande – Espírito Santo
Wellington Dias – Piauí
Fátima Bezerra – Rio Grande do Norte
Belivaldo Chagas – Sergipe
Reinaldo Azambuja – Mato Grosso do Sul
Waldez Goés -Amapá