Pernambuco juntamente com BA, RJ e CE, registraram cinco crimes contra a mulher por dia, diz estudo


O estados da Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo registraram, por dia, cinco crimes contra a mulher em 2020. O número será divulgado nesta quinta-feira (4) pela Rede de Observatórios de Segurança, entidade que monitora indicadores de violência nesses cinco estados.
Foram monitorados 1.823 casos de crimes contra a mulher ao longo do ano passado, sendo 449 feminicídios. A Rede de Observatórios constatou que em 58% dos casos de feminicídios e 66% dos casos de agressão, os criminosos eram companheiros da vítima.
A análise é realizada a partir do que circula na imprensa e nas redes sociais sobre violência e segurança. Todos os dias, as pesquisadoras leem dezenas de veículos de imprensa, coletam informações e alimentam um banco de dados que posteriormente é revisado e consolidado.
São oito categorias de crimes contra mulheres: tentativa de feminicídio e feminicídio são os maiores registros no banco da entidade.
O estado de São Paulo é o estado com os piores índices entre os cinco: foram apurados 200 casos de feminicídio, 384 de tentativa e 118 de estupro no ano passado.Um aspecto preocupante é que a Rede de Observatórios encontrou mais casos de feminicídios do que o oficialmente foram registrados pelo governo de São Paulo. Enquanto notícias e postagens em redes indicam que foram 200 feminicídios, os dados oficiais registraram apenas 169 óbitos.
Isso não quer dizer, segundo a entidade, que as mortes não estejam sendo registradas pelos órgãos oficiais, mas pode ser um alerta de que casos possam estar sendo registrados de maneira errada. O mesmo ocorreu em Pernambuco e no Ceará.
O estado de Pernambuco foi o segundo estado com mais casos encontrados pela entidade: 82. Os dados oficiais, entretanto, apontam 75 casos.No Ceará, terceiro estado com mais feminicídio dentre os cinco, foram encontrados 47, e o governo registrou apenas 27, segundo apourou o colunista Guilherme Amado da revista Época.