Pernambuco lidera ranking de padres infectados pela Covid-19

O Conselho Episcopal Regional Nordeste 2, ligado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), divulgou um levantamento onde foram identificados, desde o início da pandemia, 135 casos confirmados entre padres, havendo cinco mortos. O Conselho, que compreende os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grane do Norte é o terceiro entre os 18 regionais da Igreja Católica no Brasil em número de clérigos infectados e mortos pelo novo coronavírus.
O levantamento da Comissão Nacional dos Presbíteros (CNP), entidade vinculada à CNBB, informou que, em todo o país, foram contabilizados 1.455 casos de Covid-19 entre sacerdotes. Pelo menos 65 morreram em decorrência da doença. Os dados apresentados pelo CNP só consideram os padres diocesanos, ou seja, não estão incluídos os presbíteros pertencentes a ordens religiosas como carmelitas ou franciscanos, por exemplo.
Com uma arquidiocese e nove dioceses, Pernambuco é o estado da CNBB NE2 com mais casos confirmados de Covid-19 entre presbíteros. Ao todo foram 37 diagnósticos positivos para a enfermidade, sendo um óbito, de acordo com o levantamento. Apenas as dioceses de Nazaré da Mata e Petrolina não registraram padres infectados pelo coronavírus.
Este mês, além da Igreja em Pernambuco, outras dioceses anunciaram novas medidas para contribuir com a desaceleração da taxa de contágio, incluindo a suspensão de missas com a presença dos fiéis e a proibição de encontros pastorais por pelo menos 15 dias.