Ministério da Saúde vai implementar barreiras sanitárias para conter variante indiana da Covid-19

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou neste sábado que o governo vai implementar barreiras sanitárias em aeroportos, rodoviárias e rodovias para conter a entrada da variante indiana da Covid-19.
Os primeiros casos foram identificados no Maranhão, e a primeira medida anunciada pela pasta será de enviar 600 mil testes rápidos para o estado com o objetivo de acompanhar uma possível disseminação da nova variante. Os testes devem sair de Guarulhos ainda neste domingo e chegarão no final da tarde.
De acordo com o ministro da Saúde, os passageiros que passarem por aeroportos ou pelas fronteiras do estado precisarão fazer o teste rápido.
— Qualquer passageiro que tiver teste rápido positivo fará RT-PCR com a pesquisa também genômica no intuito de detectarmos a possibilidade da variante indiana. Estamos atentos também a possíveis casos que podem surgir em outros estados, e a conduta será a mesma — explicou Queiroga.
Rodrigo Otávio Cruz, secretário executivo do Ministério, explicou que a pasta está seguindo uma estratégia de busca ativa dos casos.
— A ideia é que a gente faça uma busca ativa em locais de circulação e pontos de saída buscando pessoas sintomáticas e assintomáticas — disse.
Queiroga disse também que não há indícios de transmissão comunitária da variante indiana, mas que a pasta faz monitoramento.
— Mas antes da vedação dos indianos no Brasil chegavam pessoas da Índia. Estamos buscando tudo isso para avaliar esses casos e conter uma possível transmissão comunitária desse vírus — afirmou.
Fonte: O Globo