Carta encontrada com Lázaro aponta detalhes de chacina que originou buscas

Uma carta encontrada com Lázaro Barbosa no dia da morte dele pode apontar alguns detalhes de como pode ter acontecido a chacina no Distrito Federal, em que morreram quatro membros da família Vidal. As informações são do UOL.
“O cara ‘tava’ armado e, antes de eu conseguir enquadrar a vítima, ainda conseguiu avisar uma pessoa, que quando eu vi já foi só tiros”, dizia um trecho da carta.
Além da declaração acima, há também um trecho no qual o serial killer afirmou que estava sem munição. “Já tive dois confrontos. ‘Tô’ zerado de munição… Pra pegar pra mim, eu vou te adiantar 500 reais”, disse.
Em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, a Polícia Civil informou que Barbosa escreveu a carta para um colega, a quem também seria solicitada a munição. A investigação ainda acredita que Lázaro tenha recebido ajuda de um fazendeiro, a quem a família Vidal devia dinheiro.
“Considerando que havia um laço anterior, que Lázaro já era conhecido pelo proprietário [Elmi Caetano Evangelista] e na entrevista [depoimento à polícia] o proprietário fala que aquela família devia um dinheiro a ele, nós não descartamos a hipótese de que ele tenha, realmente, usado Lázaro para cobrar a dívida e, não recebendo, matar aquelas pessoas”, revelou a delegada Rafaela Azzi.
Fonte: IstoÉ