Novidade na medicina: Vacina contra o câncer usa vírus que destrói células


Na edição desta segunda-feira (5) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou como irá funcionar uma vacina contra o câncer que é desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá.
O imunizante usa um vírus chamado de oncolítico para matar as células cancerígenas e aumentar a imunidade. Gomes lembrou que o sistema imunológico é extremamente importante para combatermos infecções por vírus, bactérias ou fungos, mas também tem outras funções essenciais.
“Outro papel importantíssimo do sistema imunológico é diariamente fazer uma varredura por todas as células do corpo e detectar se alguma delas sofre o processo de mutação que pode virar um câncer. [Se encontrar], naturalmente existe um processo de apoptose na qual essa célula acaba se autodestruindo”, disse o médico.
“Tendo como premissa tudo isso, existe a ideia dessa terapia e sua execução. Um vírus é preparado em laboratório capaz de infectar as células do corpo humano, de modo que, na verdade, ele tem um viés e faz algo que a natureza da pessoa não está desempenhando tão bem.”
“Imagina uma célula com câncer. Esse vírus tem capacidade de reconhecer essa célula, ele começa a se multiplicar dentro dela e a célula cancerígena não tem capacidade de controlar seu desenvolvimento e acaba morrendo (processo que chama oncolise), induzindo algo que naturalmente deveria acontecer”, explicou o médico.
Segundo Gomes, o estudo da vacina contra o câncer é extremamente interessante e avançado, pois permitirá o reconhecimento da doença em nível microscópico e a destruição direta das células cancerígenas antes de acometerem um órgão por completo.

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232