PRF inicia fiscalização do exame toxicológico de motoristas em todo o país

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou neste último domingo (01) em todo o Brasil uma nova etapa da fiscalização do exame toxicológico periódico de motoristas que têm Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias C, D e E.
A fiscalização vai checar os condutores com habilitação vencida entre julho e dezembro deste ano. A multa para quem não estiver com o exame em dia é de R$ 1.467,35, punição com 7 pontos na carteira (infração gravíssima) e suspensão do direito de dirigir por três meses.
O retorno do direito de dirigir está condicionado à realização de novo exame, com resultado negativo. O procedimento detecta o uso regular de drogas pelo prazo de até 90 dias anteriores à data da coleta da amostra de pelos ou fios de cabelo.
A nova lei de trânsito, em vigor desde o dia 12 de abril, estabelece que os motoristas com CNH nas categorias C,D e E com idade inferior a 70 anos devem realizar o exame toxicológico a cada 2 anos e 6 meses, contabilizados a partir da data da emissão ou renovação da habilitação.