Encher o tanque do carro em Pernambuco está cerca de R$ 100 mais caro do que em janeiro

O motorista pernambucano está desembolsando cerca de R$ 100 a mais para encher o tanque do carro hoje, se comparado ao que gastava em janeiro deste ano. O levantamento levou em conta o abastecimento, com gasolina comum, de um carro médio, com tanque de 60 litros. Encher o tanque desse carro em janeiro deste ano custava R$ 282, 84. Agora, o valor está em R$ 379, 02. Uma acréscimo de R$ 96,18 em 10 meses.
Para quem trabalha com o veículo e faz um abastecimento completo por semana, o peso da conta pode chegar a R$ 400 de despesas a mais por mês, só com o combustível. Comparando o valor da gasolina em outubro de 2021 com outubro de 2020, encher o tanque do carro está R$ 111,28 mais pesado do que há um ano.
Continuando na ponta do lápis, se o motorista decidir manter o mesmo valor da despesa que tinha com a gasolina em janeiro de 2021 (R$ 282, 84), ele só vai conseguir colocar no tanque agora cerca de 44 litros. Perdeu 1/4 do tanque de combustível e teria que reduzir a distância percorrida. Cerca de 150 quilômetros menos de autonomia (levando em conta um consumo médio de 10 km/litro).
Para chegar a este cálculo utilizamos o valor médio do litro da gasolina comum que consta na pesquisa mensal da Agência Nacional do Petróleo (ANP), tendo como referência os valores de R$ 4,714 (em janeiro de 2021); R$ 4,379 (outubro de 2020) e R$ 6,317 (outubro de 2021). Na prática, a despesa com gasolina é ainda maior, porque o os dados da ANP mais recentes valem para a semana que se encerrou em 23 de outubro, ou seja, não leva em conta o último aumento praticado pela Petrobras na segunda-feira (25).
Aplicativo
Uma forma que o motorista tem para driblar os constantes aumentos é tentar encontrar o posto que está vendendo mais barato. Como o mercado é livre, o preço final na bomba varia de acordo com muitas variáveis como a concorrência entre os postos da região, a proximidade do posto com as distribuidoras e o valor de aquisição do combustível pelos revendedores.
Uma ferramenta que pode ajudar nessa pesquisa é o aplicativo Menor Preço, da Secretaria da Fazenda de Pernambuco. Utilizando a base de dados da SEFAZ, o aplicativo mostra, em tempo real, os valores praticados pelos postos de combustíveis de Pernambuco de acordo com a nota fiscal eletrônica emitida. No momento em que escrevo esta reportagem, o aplicativo mostrava que, no Recife, a gasolina comum mais em conta podia ser encontrada em um posto da Avenida Norte, no Alto do Mandu, por R$ 6,30 o litro. O aplicativo Menor Preço está disponível para Android e IoS.

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232